NO LITORAL DO PIAUÍ

“Sensação de impunidade”, desabafa amigo de dono de pousada morto a tiros em Luís Correia

Francisco Helder Alves foi executado por um homem encapuzado na noite de sábado (12)


“A sensação de impunidade desse crime já é muito alta. Quem será o próximo?“, questionou o advogado Glauber Uchôa, amigo do empresário Francisco Helder Alves, 54 anos, que foi executado a tiros dentro de sua pousada “Recanto dos Poetas” em Luís Correia, litoral do Piauí, na noite desse sábado (12). 

Câmeras de segurança do local mostraram o momento exato em que o crime aconteceu (veja aqui). Durante a noite, enquanto hóspedes se alimentavam do lado de fora da pousada, um homem encapuzado chegou, se aproximou de Helder que estava dentro de uma embarcação decorativa e disparou contra a vítima.

“Sensação de impunidade”, desabafa amigo de dono de pousada morto a tiros em Luís Correia
Arquivo pessoal

   

Em entrevista ao A10+, Glauber pediu justiça pela morte do empresário e citou que o sentimento é de “tristeza”.  Ele afirmou que o litoral está tomado de facções e que nada é feito para combater o aumento da criminalidade na região. 

“O sentimento que fica com esse crime covarde primeiramente é o de tristeza, por perder alguém tão especial e importante dessa forma, e o segundo é o de revolta, por saber que o nosso litoral está tomado por facções criminosas que mandam e desmandam e nada é feito. A sensação de impunidade desse crime já é muito alta. Quem será o próximo? Me pergunto”, disse o advogado ao A10+.

Ainda em entrevista, Glauber relembrou que sua relação com Francisco Helder começou quando ele era cliente da pousada e depois transformou-se numa parceria comercial já que, segundo o advogado, o empresário lhe ajudava a divulgar as belezas do estado na página “Piauí meu Amor”nas redes sociais.

Proprietário da Pousada Recanto dos Poetas é executado a tiros em Luís Correia; assista
Reprodução

   

“Minha relação com ele começou como cliente, depois como parceiro comercial pois como tenho um grande perfil de divulgação das belezas do Piauí, o @piauimeuamor, Helder me ajudava a divulgar as belezas da Praia do Macapá. Ao longo dos anos nos tornamos mais que parceiros, nos tornamos amigos pessoais. E ele sempre me recebia na pousada Recando dos Poetas para dar apoio ao nosso trabalho de divulgação do Piauí, e costumava me ligar para contar as novidades do nosso litoral. Ele era um grade entusiasta do nosso turismo”, descreveu.

O empresário Francisco Helder deixa a esposa e um filho. Mais cedo, o major Delgado da Polícia Militar de Luís Correia informou ao A10+ que, por conta da configuração do crime, suspeita-se que a ação seja uma execução. Nada foi levado do local e nenhuma outra pessoa ficou ferida.

“Ao que indica, pelo modo ele foi lá e efetuou os disparos, existem indicativos fortes de execução. Foi um ato direcionado contra a vida dele. Tinham várias pessoas na pousada e ele chegou diretamente na vítima”, explicou. 

Francisco Helder foi morto a tiros em Luís Correia
Reprodução

   

Ainda segundo o major, o homem pode ter agido sozinho. “Todas as pessoa que estavam no local disseram que entrou e saiu sozinho. Se tinha alguém dando apoio estava fora do campo de visão. Ele entrou rápido, foi diretor ao Hélder, efetuou os disparos e foi embora”.

O caso será investigado pela Polícia Civil da região. O acusado de cometer o crime ainda não foi identificado ou localizado.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: