Suspeitos de roubar avião do médico Jacinto Lay são presos pela polícia - Polícia
AÇÃO POLICIAL

Suspeitos de roubar avião do médico Jacinto Lay são presos pela polícia

Aeronave, avaliada em R$ 2 milhões, foi roubada em janeiro deste ano em Teresina


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 08h51)

A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas desta quinta-feira (16) a Operação Cessna, visando cumprir 31 mandados de busca e apreensão que estão relacionados ao roubo da aeronave do médico Jacinto Lay. O caso ocorreu em 14 de janeiro de 2023 na zona Leste de Teresina. Foram cumpridos também 22 mandados de prisão, sendo que 17 pessoas já foram presas na ação policial. 

  

Suspeitos de roubar avião do médico Jacinto Lay são presos pela polícia
Reprodução

   

As investigações da Polícia Civil apontaram que cerca de 40 pessoas são investigadas por receberem dinheiro das pessoas que participaram diretamente do roubo da aeronave. Informações preliminares relatam que a transferência de menor valor foi de cerca de R$ 3 mil. 

Segundo a polícia, um cartel da Bolívia foi responsável pelo roubo do avião, modelo Cesnna 206Os mandados estão sendo cumpridos no Piauí e nos estados do Mato Grosso, Pernambuco e Maranhão. A operação ocorre em conjunto com DRACO, Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e outras unidades especializadas.

Em Teresina, foram cumpridos 08 mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão em desfavor de investigados ligados ao grupo criminoso responsável pela execução do roubo praticado mediante concurso de pessoas, uso de arma de fogo e restrição da liberdade.

  

Os mandados estão sendo cumpridos no Piauí e nos estados do Mato Grosso, Pernambuco e Maranhão SSP-PI

   

No Estado do Pernambuco foi cumprido 01 mandado de prisão temporária e 01 mandado de busca e apreensão em desfavor do investigado que alugou o veículo utilizado na ação criminosa.

No Estado do Maranhão foram cumpridos 07 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca apreensão nas cidades de São Luís, Paço do Lumiar, Lago da Pedra, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues e Araguanã, relacionados a investigados responsáveis pela aquisição de armamentos, gerenciamento financeiro e logístico da ação criminosa, adulteração da aeronave roubada e aquisição de combustível de aviação. Os investigados da grande São Luís possuem vínculo com o Aeroporto Coronel Alexandre Raposo (Aeroporto de Paço do Lumiar/MA).

Já no Estado do Mato Grosso foi cumprido 01 mandado de prisão temporária e 03 mandados de busca e apreensão em face de investigados responsáveis pela logística que seria utilizada para o reabastecimento da aeronave roubada em uma pista clandestina na zona rural do Município de Juara/MT, na região noroeste mato-grossense conhecida como Vale do Arinos.

Relembre o caso

A aeronave do médico Jacinto Lay, avaliada em R$ 2 milhões, foi localizada no dia 23 de janeiro na zona rural do município de Juara, que fica a 638km de Cuiabá/MT. De acordo com a polícia, o avião que possivelmente teria como destino a Bolívia, fez um pouso forçado em uma área de pastagem, numa fazenda localizada a 80km da cidade de Juara.


Na época do caso, três pessoas foram conduzidas para a delegacia do município, suspeitas de dar apoio logístico para a tripulação da aeronave. O piloto e mais uma outra pessoa, ainda não identificados, que estavam a bordo do avião encontram-se foragidos.  

Ainda durante a ação, a polícia descobriu que o avião foi pintado e havia alguns adesivos na lataria. Foi identificado que a plaqueta de identificação da aeronave era divergente da que estava no avião. Dentro da aeronave foram apreendidos dois GPSs, um rádio HT, um diário de bordo e uma pasta com manuais e carta de rota.

  

Médico Jacinto Lay fala sobre roubo de avião no Piauí
Marcelo Gomes / A10+

   

“A Polícia Civil do Piauí realizou um trabalho integrado com as inteligências do Norte e Nordeste, com o apoio da Força Aérea Brasileira e detinha informações de que a aeronave estava circulando na região do Estado do Mato Grosso para tráfico de entorpecentes por um cartel boliviano. Dessa forma, estava sendo realizado o monitoramento dos aeroportos e aeródromos da região para identificar e controlar a venda de combustível”, disse a SSP-PI em nota. 

Ainda segundo a polícia, as investigações apontam, portanto, que o pouso forçado se deu pela falta de combustível na aeronave, dando êxito às ações empreendidas pelas inteligências.

  

Bandidos invadem clube e roubam aeronave avaliada em R$ 2 milhões em Teresina Arquivo pessoal

   

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado