HISTÓRIA

Elmano Férrer lança livro sobre trajetória de vida e legado na política

Uma boa parte do livro é dedicada às ações do político como prefeito de Teresina


Após oito anos em Brasília, o senador Elmano Férrer (Progressistas/PI) encerra seu mandato parlamentar. Ele fecha mais um ciclo em uma vida com muito trabalho dedicado ao Piauí. Para marcar esse novo momento, o parlamentar está lançando o livro “Senador Elmano Férrer – História, trabalho e realizações” (Gráfica do Senado, 224 páginas, 2022), que reúne os fatos mais marcantes da trajetória do “Veín Trabalhador”.

  

Elmano Férrer lança livro sobre trajetória de vida e legado na política
Divulgação
   

A obra percorre toda a linha do tempo de Elmano Férrer, desde o nascimento em Lavras da Mangabeira/CE até as mais recentes realizações como senador da República. No decorrer da obra, o leitor tem a oportunidade de voltar no tempo para conhecer toda a vida do parlamentar. Os registros resgatam a rotina do menino Elmano em Lavras da Mangabeira, a passagem pelo internato do Ginásio Diocesano do Crato, a mudança para Fortaleza, os anos de universidade e o ingresso na política estudantil.

A trajetória profissional de Elmano Férrer também é bem documentada no livro. O leitor descobre que foi como técnico da Sudene que ele chegou ao Piauí (1966) para, pouco tempo depois, perceber que o estado estava no seu destino de vida. “Ao chegar ao Piauí, descobri as belezas, as riquezas, as carências e as contradições desse lugar. Naquele momento, também assumi o desafio de trabalhar para contribuir para o desenvolvimento do estado”, recorda o parlamentar.

Revolução nos cerrados

O livro revela que Elmano foi bem-sucedido na tarefa de gerar frutos para o Piauí. Depois da Sudene, ele passou a dirigir a Unidade de Pesquisa da Embrapa no estado, onde ficou por 10 anos (1979 – 1988). No cargo, acompanhou de perto as pesquisas realizadas pela empresa que levaram à “tropicalização” da soja, favorecendo o cultivo do grão em terras de baixas latitudes. As pesquisas abriram caminho para que os cerrados do Piauí, do Maranhão e da Bahia ganhassem o status de nova fronteira agrícola do país. “Esse trabalho promoveu uma revolução no campo e colocou o nosso estado em outro patamar”, avalia o senador.

Outros feitos de Elmano Férrer estão registrados na obra, como a passagem pela Secretaria de Planejamento do Estado (1991 – 1994). “Foi uma experiência enriquecedora, já que tive a oportunidade de pensar o Piauí de forma estratégica, projetando nosso estado para o futuro”, comenta. A obra ainda documenta a passagem de Elmano pelo Sebrae/PI e pelo Seape/PI, além do desafio de se lançar em uma disputa eleitoral, começando pela candidatura a vice-prefeito de Teresina, quando foi eleito (2004) em uma chapa encabeçada pelo médico Sílvio Mendes.

Legado como prefeito e senador

Uma boa parte do livro é dedicada às ações de Elmano Férrer como prefeito de Teresina. Em menos de três anos no cargo (31 de março/2010 – 31 de dezembro/2012), ele promoveu uma revolução na capital piauiense. Foi como gestor da cidade que ganhou o apelido de “Veín Trabalhador”, sendo reconhecido como um grande tocador de obras. O livro pontua suas ações como prefeito para melhorar a mobilidade urbana; ampliar o atendimento nas áreas de saúde e educação; e garantir mais segurança e mais oportunidades de emprego aos teresinenses.

Seu legado como homem público ganha uma dimensão ainda maior quando percorremos a parte do livro dedicada às ações que realizou como senador da República. Assim, o leitor observa que o parlamentar está à frente das principais obras de infraestrutura realizadas ou em execução no Piauí nos últimos anos, incluindo a duplicação da BR-316 (Teresina – Demerval Lobão); a construção do viaduto do Mercado do Peixe; o rebaixamento da Avenida João XXIII; o alargamento da BR-343; o prolongamento da Avenida São Sebastião (Parnaíba) e a revitalização da BR-343.

Trabalho coletivo

Para concretizar a obra, Elmano Férrer contou com o suporte dos jornalistas Délio Rocha e Tyciane Vaz, que realizaram pesquisas, escreveram os textos e deram forma ao projeto. A parte gráfica editorial ficou sob a responsabilidade de Anísio Costa. “O livro é fruto de um trabalho coletivo, que também contou com a colaboração de várias pessoas da minha equipe de assessores em Brasília e Teresina. Fiquei muito feliz com o resultado. A obra dá uma dimensão do meu legado de vida, sobretudo do meu legado como homem público”, destaca o senador.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque