Saiba quem é o teresinense que viralizou nas redes sociais com conteúdos feitos no próprio motel - Boca a Boca
Boca a Boca
MOTEL NO PIAUÍ

Saiba quem é o teresinense que viralizou nas redes sociais com conteúdos feitos no próprio motel

Dicas, histórias engraçadas e até inusitadas são compartilhadas pelo empresário. Mas, como surgiu isso? A coluna Boca a Boca te conta tudo!


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Recentemente, o Piauí ganhou um novo personagem nas redes sociais: Antônio Tupinambá, um empresário teresinense que viralizou ao compartilhar a rotina peculiar e inusitada de seu motel. Aos 25 anos, Tupinambá se destaca não apenas pela administração do negócio, mas também por sua desenvoltura e carisma em frente às câmeras. Nos últimos dias ele conquistou milhares de visualizações no Instagram e Tik Tok, reverberando até mesmo no Twitter. 

Nas redes sociais, Tupinambá compartilha dicas, histórias engraçadas e momentos do seu dia a dia no motel, tudo isso sempre com um toque de humor e descontração. Essa combinação de fatores fez dele uma figura querida e seguida por muitos, mostrando que é possível ser bem-sucedido e autêntico em um ramo de negócio que é ainda cercado de muitos preconceitos. Em uma conversa descontraída com a Coluna Boca-a-Boca, do Portal A10+, o empresário fez revelações, contou histórias, relatou sobre os cuidados com o empreendimento, assédio de seguidores e até como a família lida com o assunto em casa.

 

 

TREND & MARKETING

No último mês, a trend ‘eu sou … e é claro que’, viralizou no tik tok, ironizando diversas situações que um público maior se identifique. Foi daí que surgiu a ideia por parte da equipe de marketing de um Motel que se intitula ‘Pousada Girassol’, localizada na zona Leste de Teresina. A ideia logo foi abraçada pelo jovem empreendedor Antônio Tupinambá, dando vida e rosto para a campanha. Com o objetivo alcançado, vieram os números. Somadas todas as redes, as contas acumulam quase 300 mil views. Em um cenário onde a viralização nas redes sociais pode transformar pessoas comuns em influenciadores de grande alcance, Tupinambá soube aproveitar a oportunidade para não só promover seu negócio, mas também para influenciar positivamente a percepção das pessoas sobre motéis. “Atualmente dentro do nosso grupo eu fico com essa parte de administração. Na verdade, gravar o vídeo, foi uma ideia conjunta nossa e o do nosso marketing, pra ver se conseguiríamos nos comunicar melhor com o nosso cliente”, comenta.


O empresário admite que ficou surpreso com toda a repercussão. “Sendo bem sincero, eu nunca esperei que o vídeo fosse viralizar desse jeito. Até hoje meu Instagram é lotado de curtidas no vídeo, o post continua tendo muita visualização e aumentando cada vez mais. Eu não tinha o costume de aparecer tanto assim nas câmeras e não imaginávamos que seria tão grande assim a repercussão. A gente ficou muito feliz, né? Sinal que foi um trabalho bem feito e trouxe resultados positivos para o motel”, relata Tupinambá.

ASSÉDIO DOS NOVOS SEGUIDORES

Indagado sobre assédio, ele é direto: “Agradeço o bom gosto, porém eu sou comprometido”. Com 1,85m de altura, 95kg, 25 anos e um porte físico atlético, Tupinambá rapidamente se tornou uma figura admirada nas redes sociais e recebeu ‘cantadas’ dos mais diversos tipos de seguidores. Além do porte físico, seu jeito descontraído e acessível contribuiu para a popularidade. “Com as cantadas eu me divirto, entende? Eu acho engraçado, pessoal tem muita criatividade. Criatividade que eu nunca tive na minha vida. Eu namoro, né? De vez em quando eu fico lendo os comentários com a minha namorada e achando graça do quão criativas algumas pessoas conseguem ser. Mas a gente lida com muita tranquilidade e faz parte. Agradeço o bom gosto, porém eu sou comprometido”, brinca.

 

Antônio Tupinambá

 

  

TABUS E PRECONCEITOS SENDO ‘MOTELEIRO’

Seu sucesso é um exemplo de como autenticidade e boa estratégia de marketing podem andar de mãos dadas para criar tendências e mudar paradigmas.Ele revela que vez ou outra ouve ‘piadinhas’ sobre o negócio da família. “Ah isso aí é um evento canônico na vida de todo um ‘moteleiro’, eu acho que assim toda vez que uma pessoa pergunta: O que que tu faz? Ah, eu sou dono de motel sempre tem uma piadinha ou tem um riso diferente. Mas sempre tem algum comentário, alguma brincadeira". Ele ainda conta que ao longo dos anos aprendeu a lidar com o assunto de cara e leva na esportiva. 

Ele ainda reforça: “Mas realmente é uma profissão inusitada, entendeu? Nem todo mundo conhece um dono de motel. E assim, eu me sinto privilegiado, sabe? De trabalhar onde eu trabalho, na família que eu tenho e principalmente conseguir levar o que foi construído até hoje”, conta.

NEGÓCIO DE FAMÍLIA & SEXO

A relação de Tupinambá com o tema sexo sempre foi natural. Crescido em uma família onde o tema nunca foi um tabu, ele sempre recebeu orientações para ter uma boa relação com seu próprio corpo e com a sexualidade. Esse ambiente familiar aberto e sem preconceitos influenciou diretamente em sua forma de gerir o motel e de se comunicar com o público.

Desde antes de nascer, os pais de Tupinambá já eram donos de motéis, que atualmente possuem operações espalhadas pelo norte e nordeste brasileiro. “Então sempre cresci ouvindo falar sobre isso, embora quando era mais novo, é claro, eles não usavam essa palavra. Depois veio aquela fase de explicar o que era, sabe como é. Mas sexo nunca foi um assunto proibido em casa; sempre foi tratado deforma respeitosa e aberta. Acredito que isso tenha contribuído muito para nossa educação como donos de motel, pois enfrentamos certos preconceitos que às vezes nem entendemos de onde vêm. Crescemos imersos nesse ambiente, onde o sexo e os motéis eram coisas normais, e até mesmo nossa relação com nosso próprio corpo sempre foi discutida e conversada em casa”, relata.

 

Negócio de família

 

 

MOTEL OU POUSADA?

A estratégia do empreendedor é clara: desmistificar o conceito de motel e atrair um público diversificado. Ele confessa que optou por denominar seu estabelecimento como ‘pousada’ por questões de marketing e manutenção da marca, além do objetivo de deixar alguns clientes mais à vontade e livres de preconceitos. Essa tática, segundo ele, aumentou significativamente o fluxo de pessoas no local, tornando o negócio ainda mais próspero. “A gente chama de ‘pousada’ porque antigamente funcionava como uma pousada, nós hospedamos muitos viajantes por ser em uma BR. Começamos funcionando como pousada. Mas ao longo do tempo a gente viu a oportunidade de mercado ali, tinha uma chance de crescimento, então investimos para transformar num motel. A gente não mudou ainda o nome de pousada para motel por uma questão de marca. Mas também de marketing, para deixar alguns clientes mais à vontade com ideia de ‘motel’ ”, explica.

PERRENGUES INUSITADOS E PEDIDOS DE CORTESIA

O ‘Moteleiro’ começou a ganhar atenção ao revelar, com bom humor, alguns dos episódios mais curiosos que já enfrentou como proprietário de motel. Entre os casos mais comentados, estão aqueles em que clientes bateram o carro no portão do estabelecimento ou até chamaram um guindaste para o traslado de veículos de clientes em situações embaraçosas. Ele utiliza suas plataformas digitais para mostrar o cotidiano do local, desde a preparação dos quartos até os casos inusitados que acontecem por lá.

“A vida de “moteleiro” é muito engraçada, entende? Todo dia pode acontecer alguma coisa. Hoje em dia, depois de 26 anos de experiência com motéis, a nossa família e empresa já sabem lidar com algumas situações. Temos padrões de comportamento para determinadas situações, mas a gente já viu todo tipo de situação”.


Questionado sobre exemplos ele conta: "Trabalhamos com um momento muito sensível do cliente, certo? Onde a pessoa está ali na sua intimidade e tal.Então às vezes a pessoa pode ter ingerido um pouco mais de álcool, então já aconteceu de um carro dar prego e ter que chamar um guincho, para remover o veículo de dentro do motel. Outra vez uns amigos meus [sem querer], derrubaram o portão enquanto usavam uma suíte e tiveram que me ligar pra poder resolver. Já recebi ligações de madrugada de gente que esqueceu sapato, meia, roupa e me liga às vezes porque sabe que eu sou o dono [No intuito de resguardar a privacidade]". 

É nesse ponto que Tupinambá faz um adendo sobre pedidos de cortesia: “Já com relação às cortesias, recebo toda hora esse tipo de pedido. Principalmente de amigos, mas nem sempre só de amigos, às vezes parte de pessoas que eu nem conheço. Mas hoje em dia hoje em dia é menos, já recebi muitas ligações de madrugada, muita mensagem de madrugada, com esse tipo de coisa, existem aqueles que até apagam por eu não ler, mas eu sei que foi aquele assunto”.

CASA LOTADA

De acordo com o empresário, há datas com maior demanda no motel, e amais movimentada é geralmente o Dia dos Namorados. “Trabalhamos com algumas reservas, enquanto para outros quartos não aceitamos, mas é sempre uma data muito concorrida. Aos interessados, é aconselhável dar uma olhada em nosso Instagram, enviar uma mensagem para nós ou ligar para o número disponível. Assim, conseguimos garantir a reserva. Mas, sem dúvida, o Dia dos Namorados é a data mais procurada do ano em todos os motéis. É o dia de maior demanda”, revela.

CONTRATAÇÃO DE PESSOAL E BASTIDORES

Quando se trata da operação de um motel, a atenção aos detalhes é crucial .Desde a contratação da equipe até a elaboração do cardápio, cada aspecto desempenha um papel fundamental na experiência dos clientes. "Limpeza é nossa prioridade máxima. Todos os processos são minuciosamente executados e verificados por nós, garantindo que cada espaço esteja impecável", conta.

Já ao falar sobre o cardápio, ele conta que o menu da casa já foi assinado por um chef renomado e fala das dificuldades de encontrar mão de obra qualificada.“Como em qualquer empreendimento nos dias de hoje, reconhecemos a importância de contratar as pessoas certas. Enfrentamos desafios na contratação, especialmente em cidades menores do interior, onde a oferta de mão de obra qualificada pode ser escassa. Nos esforçamos ao máximo para recrutar e treinar nossa equipe, antes de enviá-los para nossas outras unidades”, finaliza.

 

Contratação de pessoal

 

 

A história de Antônio Tupinambá é um exemplo de como a autenticidade, o humor e uma estratégia de marketing inteligente podem transformar até mesmo o mais tradicional dos negócios. Além de gerir seu motel com maestria, Tupinambá soube utilizar as redes sociais para desmistificar tabus, influenciar positivamente a percepção das pessoas sobre o negócio, além de criar uma comunidade online engajada.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Por Carlos Gaeth

Por Carlos Gaeth

Social, entretenimento e muito mais!

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado