É Fato ou Fake, COAR?
É FATO OU FAKE, COAR?

WhatsApp: TSE envia mensagem informando usuários cancelamento de título?

A informação é de que o título eleitoral de alguns eleitores seria cancelado


Circula no WhatsApp e nas redes sociais, uma mensagem pedindo para as pessoas não caírem em um golpe que usa o nome do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A informação é de que o título eleitoral de alguns eleitores seria cancelado de forma provisória, mas, na verdade, era um golpe. De acordo com o aviso,  os golpistas estariam usando o nome do órgão para espalhar um falso link  na expectativa de que alguém pudesse clicar para cair na armadilha. A mensagem conclui pedindo para que as pessoas compartilhem o alerta em outros grupos.  

  

WhatsApp: TSE envia mensagem informando usuários cancelamento de título?
Reprodução
  

A COAR apurou que a mensagem faz parte de uma ação do TSE no combate à disseminação de informações falsas no período eleitoral, a informação foi confirmada assim que o chatbot do TSE, usado para tirar dúvidas de eleitores, disponível no WhatsApp, fez um disparo, no final da tarde desta quarta-feira, da mesma mensagem, aos usuários informando sobre o golpe. Além do mensageiro, o aviso foi encontrado em outras redes, como o Twitter e no Facebook. 

Sobre o golpe

Ao buscar em portais jornalísticos e no site do TSE casos semelhantes, encontramos diversas notícias, de períodos diferentes, com as mesmas características da mensagem propagada recentemente. Diferente desta, segundo uma notícia publicada no TecMundo (2019), os golpistas estavam enviando e-mails com links para os eleitores informando o cancelamento de seus títulos. O golpe foi levado ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). 

No mesmo ano, o TSE publicou um comunicado explicando que o tribunal não envia e-mails aos eleitores notificando o cancelamento de títulos e que não autoriza nenhuma outra instituição a enviar e-mails em seu nome. Além disso, o mesmo comunicado teve uma atualização recente, em setembro de 2022, tanto que na mensagem do disparo o órgão destaca que não envia notificações nem em e-mails e nem aplicativos de mensagens. 

Risco de vírus e roubo de dados

Nesse caso, o golpe pode ser caracterizado como uma prática de phishing, na qual a ideia é “pescar” informações, ou seja, obter dados da pessoa que clicar no link. A pessoa é redirecionada a uma página qualquer da internet, a qual pede dados dos visitantes. 

O TSE também divulgou um alerta sobre a existência de vírus nos links contidos nas mensagens, os quais podem causar danos ao computador ou ao celular da vítima. O conselho é apagar imediatamente o e-mail ou a mensagem.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo WhatsApp, Telegram ou pelo nosso email [email protected] ou mesmo pelo Instagram (@coarnoticias).

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: É Fato ou Fake, Coar?


Dê sua opinião: