Eleições 2022
ELEIÇÕES 2022

Rafael Fonteles agradece piauienses pela vitória e cita que a meta é eleger Lula no 2º turno

Petista foi eleito ainda no 1º turno das eleições com mais de 57% dos votos neste domingo (02)


Rafael Fonteles (PT) agradeceu os 57% dos votos recebidos durante entrevista à imprensa na noite deste domingo (02), horas depois do resultado da disputa estadual. O petista venceu em 1º turno e obteve mais de 1 milhão de votos. Sílvio Mendes (UB) terminou com quase 42% dos votos, o que representa mais de 788 mil votos.

Com a vitória de Rafael, o Partido dos Trabalhadores mantém a hegemonia de 19 anos no poder. Fonteles chegou por volta das 22h da noite deste domingo (02), ao lado do pai Nazareno Fonteles, no comitê de campanha, onde apoiadores acompanharam a apuração de votos. 

Rafael Fonteles agradece piauienses pela vitória e cita que a meta é eleger Lula no 2º turno
Jade Araújo / A10+
   

O petista agradeceu aos apoiadores e citou que, mesmo com a confiança, não esperava a quantidade de votos que recebeu no 1º turno das eleições no Piauí.

"Muita gratidão a Deus em primeiro lugar e segundo ao povo do Piauí. Muita gratidão a cada voto e vamos cuidar de todo o povo do Piauí e eu não vou deixar ninguém para trás. Eu estou pronto para cuidar do povo do Piauí. A gente estava confiante, mas sempre com um frio na barriga. Essa quantidade de votos nos surpreendeu. Eu não esperava essa maioria, quero agradecer de coração ao maior líder desse estado, Wellington Dias, que muito me ensinou e cuidou do povo", declarou.

Rafael Fonteles agradeceu Wellington Dias durante ato do PT após vitória em Teresina
Ascom

 

Fonteles citou que a dificuldade maior foi a pandemia e foi enfrentar, segundo ele, o governo federal perseguidor. Ele relatou que acredita que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) derrotará Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno, marcado para ocorrer no dia 30 de outubro.


"Eu tenho muita fé em Deus que Lula vai vencer no segundo turno e nós vamos fazer muito mais pelo povo do Piauí e do Brasil. Quando a governadora Regina decidiu não ser candidata, que era direito legítimo dela e ela decidiu nos apoiar, ela pediu para nunca descuidar da proteção dos mais vulneráveis e é pra isso que o PT nasceu, para isso que o meu pai, Regina, Wellington sempre lutaram e eu vou dar continuidade. A prioridade será aos mais pobres e mais vulneráveis", disse. 

Petista foi eleito ainda no 1º turno das eleições com mais de 57% dos votos neste domingo (02)
Jade Araújo / A10+

  

Rafael Fonteles teceu vários elogios ao pai, Nazareno Fonteles. Citou que tem orgulho da história da sua família, falou como pretende montar seu secretariado a partir de janeiro de 2023 e agradeceu aos piauienses.

"Meu pai é um grande exemplo e sorte a minha de ter um pai que além de cuidar de mim é exemplo para milhares de pessoas. Tenho muito orgulho do meu pai e da história de vida dele. Ele que tentou ser governador em 86 e em 94, talvez não fosse a hora, mas o filho foi. Agora o filho é governador eleito do Piauí. Eu vou procurar ter um secretariado com o perfil nosso. Muita competência técnica e que tenha compromisso político e social. Tem que juntar essas características para fazer parte da nossa equipe. Quero agradecer a todos que nos ajudaram na nossa caminhada, desde os militantes até os aliados políticos", contou.

A meta agora, segundo Fonteles, é eleger Lula

Rafael Fonteles também falou sobre a disputa presidencial que terminou com Lula à frente de Bolsonaro. No entanto, os dois mais votados se enfrentam no segundo turno das eleições no dia 30 deste mês. Ele citou que a meta agora é eleger o petista. O governador eleito destacou a força do PT nos estados do Nordeste, mas lamentou a força bolsonarista que consagrou candidatos da Direita na eleição estadual.

  

Lula e Bolsonaro vão ao 2º turno em disputa pela Presidência da República
Sérgio Lima / Poder 360

   

"Nós vamos nos dedicar de corpo e alma [pare eleger Lula no segundo turno]. Essa turma do Bolsonaro não brinca em serviço. Você viu que mais uma vez as fakenews fizeram efeito nos estados da região Sudeste e de novo houve uma votação surpreendente de candidatos bolsonaristas em São Paulo, Rio e Minas. No Nordeste felizmente mantemos a trincheira de resistência a esse mal bolsonarista", finalizou.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: