Homem agride e tenta incendiar companheira, mas é impedido por filho; suspeito morreu horas depois - Brasil
CRIME

Homem agride e tenta incendiar companheira, mas é impedido por filho; suspeito morreu horas depois

De acordo com a PM, a mulher foi espancada pelo marido por cerca de três horas no quintal de casa


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Um homem, identificado como Renan da Silva Soares, de 33 anos, foi morto em um confronto com a polícia na noite de domingo (09), após espancar e tentar atear fogo na esposa, uma mulher com deficiência, na cidade Dourados, a 201 km de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi espancada pelo marido por cerca de três horas no quintal de casa no sábado (08). Após o espancamento, o homem jogou gasolina e tentou atear fogo na mulher, mas foi impedido por um adolescente de 15 anos, filho do casal.

  

Adolescente impede mãe de ser morta incendiada pelo pai e suspeito é morto horas após em confronto com a PM Reprodução

   

Após as agressões, o homem fugiu. Ele só foi localizado no dia seguinte, no domingo (09). Durante a abordagem, o suspeito tentou resistir a prisão e disparou contra os policiais. Os militares reagiram e Renam foi atingido. 

Ele chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O homem já tinha passagens pela polícia por violência. No carro dele foram encontradas cordas e um galão de gasolina.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado