PF indentifica suspeito de vazar prova do Enem em 2023 - Brasil
VAZAMENTO

PF indentifica suspeito de vazar prova do Enem em 2023

Suspeito tirou uma foto da redação às 13h50, quando a prova ainda estava em andamento, para encaminhar a uma amiga


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Federal identificou o suspeito de vazar a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em novembro do ano passado. Com a conclusão das investigações, a pasta informou que o responsável pelo vazamento era uma pessoa contratada para aplicar a prova em Belém, no Pará. O suspeito tirou uma foto da redação às 13h50, quando a prova ainda estava em andamento, para encaminhar a uma amiga, professora.

“A conduta de utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de processo seletivo para ingresso no ensino superior, pode gerar uma pena de reclusão de um a quatro anos e multa”, informou a PF.

 
  
O responsável pelo vazamento era uma pessoa contratada para aplicar a prova em Belém, no Pará
Reprodução
 
 
 

Em nota, o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira) informou que “trabalha no aprimoramento dos protocolos de acompanhamento e segurança da prova e apresentará novas informações em momento oportuno, de forma a não comprometer o sigilo de dados que são essenciais à aplicação segura do Enem deste ano”.

O INEP acionou os investigadores no dia 5 de novembro após imagens da prova serem divulgadas nas redes sociais após o fechamento dos portões, às 13h30. Como havia revelado o R7, um arquivo digital do caderno de provas da segunda etapa do Enem 2023 foi enviado apenas ao R7Educação por dois cursos preparatórios às 17h32 no dia 12 de novembro. O conteúdo só poderia ser divulgado a partir das 18h, horário mínimo para sair do teste com o exame impresso.

A prova teve início às 13h30 e os candidatos tiveram de responder a 45 questões de matemática e a 45 de física, química e biologia. Para evitar fraudes, o Enem tem quatro cadernos, nas cores rosa, azul, branca e amarela, que apresentam as mesmas questões, mas em ordem diferente. O caderno enviado ao R7 foi o amarelo.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado