PROJETO

Atendimento multidisciplinar para crianças e adolescentes passa a funcionar no Centro de Teresina

Espaço segue atendendo crianças de 5 a 16 anos de idade


Para seguir integrando educação e saúde, o Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar (CMAM) Professora Ceiça Carvalho mudou de local e agora funciona em um novo prédio, reformado e entregue nesta terça-feira (13) no Centro de Teresina. No local, passa a funcionar o Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar (CMAM), que recebe crianças e adolescentes encaminhadas da rede municipal de ensino com diversos transtornos, além Provida e o Centro de Valorização da Vida (CVC).

  

Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar
Jade Araujo / A10+

   

O secretário Municipal de Educação, Nouga Cardoso, afirma que a integração permite que crianças e adolescentes recebam o atendimento necessário fora do ambiente escolar.

''Durante todo o ano nós somos bastante demandados por famílias que buscam matricular essas crianças nas escolas. Eventualmente muitas dessas crianças chegam com algum grau de transtorno ou dificuldades que precisa de uma atenção maior por parte da prefeitura que vai para além de uma política que possa ser desenvolvida na escola. A rede Semec tem uma parceria com a CMAM, ligada a Fundação Municipal de Saúde que nos auxilia no acompanhamento, no atendimento dessas crianças nessa necessidade especial que ela tem'', afirma o secretário.

  

Daniela Escócio, diretora CMAM
Jade Araujo / A10+

   

No local foram ampliadas as salas de atendimento multidisciplinar, além da compra de novos equipamentos para atendimento. Segundo a diretora do Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar (CMAM), Daniela Escócio, o local vai atender principalmente crianças com déficit de atenção e hiperatividade, dislexia, transtorno de fala e transtornos emocionais.

"São transtornos bastante evidentes nas nossas escolas. O diferencial desse serviço é que as escolas, as crianças e as famílias tenham esse apoio para o desenvolvimento dessas crianças que tem esses transtornos. Quando a criança não é tratada, não é apoiada, essa criança é tida na escola como difícil, mas se essa criança tem um apoio ela é outra na escola. Essa reforma garantiu uma ampliação do atendimento e mais do que isso a adequação, uma estrutura melhor equipada", conta a diretora.

O CMAM funciona desde 2017 e já atendeu mais de 1.400 alunos. Deste, 800 ainda permanecem em atendimento. Ao total, em média, 5.500 atendimentos médicos, entre atendimentos novos, retornos e sessões terapêuticas. O local conta psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos, assistentes sociais, além de pediatra e psiquiatra.

''Nós temos três órgãos que funcionam aqui dentro, todos eles tem ação complementar ou semelhante que é cuidar da parte psicológica das pessoas. Então essa demanda tem sido crescente. Nós temos essa equipe multiprofissional tanto da secretaria de educação quanto da secretaria de saúde. São as duas que trabalham aqui para que a gente possa dar o apoio que precisam, principalmente as crianças que tem dificuldade no desenvolvimento escolar. Esse é o ponto de integração mais forte entre saúde e educação'', finaliza Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

  

Reforma do Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar
Jade Araujo / A10+

   

O Ambulatório Provida, ambulatório que atende pessoas com ideação suicida, também funciona no prédio reformado. As pessoas podem buscar atendimento de forma espontânea com psiquiatra e psicólogo como forma de intervir emergencialmente, a curto prazo, a ideação suicida.

No mesmo prédio reformado funciona também o Centro de Valorização da Vida (CVV) que, por meio do fone 188, atende 24 horas todos os dias, com apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que
querem e precisam conversar.

  

CMAM passa a funcionar em novo prédio no Centro de Teresina
Jade Araujo / A10+

   

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: