Com comércio sustentável e social, Mercado Xique Xique reúne mais de 30 marcas em Teresina - Cidades
EVENTO

Com comércio sustentável e social, Mercado Xique Xique reúne mais de 30 marcas em Teresina

Evento ocorre até este domingo (09) no Sesc Cajuína, zona Leste de Teresina


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Com 32 marcas autorais que reforçam o compromisso com a sustentabilidade e o lado social, o Mercado Xique Xique reúne no Sesc Cajuína, zona Leste de Teresina, lojistas de Teresina, Pedro II, Campo Maior, São Raimundo Nonato e Coronel José Dias. O evento segue até este domingo (09) com stands que trazem produtos de vestuário, alimentício, decoração, estética, artesanato e moda. A TV Antena 10 e o A10+ mostraram os bastidores do evento ao vivo durante o Fala Piauí deste sábado. 

Acompanhe à transmissão abaixo: 


A ideia do Mercado Xique Xique surgiu durante a pandemia da covid-19, em 2020. Com o comércio parado, o grupo notou que o retorno as atividades deixou a margem produtos e empresas que tinham histórias maravilhosas.

"Essa situação muito nos afetou. Nos reunimos e começamos a maturar uma ideia. A primeira proposta era o e-commerce. Só que o tempos passou, não concretizamos, mas ano passado fizemos acontecer. Realmente foi um sucesso e estamos agora. Nesse movimento crescendo de forma sustentável e social. Como a gente costuma falar o nosso luxo é o nosso DNA. São produtos lindos na área de gastronomia, arte, joia, com uma curadoria fantástica. O que faz a diferença no Mercado Xique Xique é especialmente esse olhar”, afirma Marta Medeiros, organizadora do evento.

Movimentando a economia criativa do estado, o evento também promove a realização de oficinas: "Teremos oficina voltada para Associação de Mães de Autistas, com uma taxa de R$ 25, e você pode vir fazer uma costumização em um coração e aprender a brincar, ser criativo. Você pode vir fazer a inscrição na hora. Temos também uma oficina de iniciante de crochê, além de duas salas de bate papos para falar sobre pele, feita pela Darco, empresa piauiense que usa produtos naturais", explica Aline Souto, organizadora do evento. 

Fotos: Jade Araújo / Portal A10+


Entre os feirantes que levam suas marcas para o eventos, muitos têm histórias de vida entrelaçadas com sua arte. Lucia Nascimento e Marina Nascimento são mãe e filha e há cerca de 4 anos montaram juntas a Ponto de Sol. Lucia Nascimento conta que já trabalhava com crochê, mas que a pandemia a fez dedicar um tempo maior a arte do amigurimi. A filha, Marina Nascimento, começou a seguir os passos da mãe e com o tempo fez da arte o seu negócio.

"A nossa lojinha trabalha com amigurumi uma técnica japonesas que fazemos as bonecas. É uma loja de mãe e filha. Fazemos produtos decorativos, de filmes e séries, como animais. Viemos para trazer essa forma de arte", afirma Marina Nascimento.

Utilizando produtos ofertados pela natureza, Henriqueta Castelo Branco é formada em Design e uniu o seu amor ao natural com a decoração de ambientes. Com um ateliê em casa, ela fundou a loja Patuá Casa que oferta produtos além de consultoria. Com peças feitas em madeira, sementes e troncos de árvores ela afirma que a ideia é trazer beleza ao ambiente. 

"Eu vejo beleza naquilo que as pessoas pensam que não têm, que é descarte e eu procuro realçar esse valor trazendo uma noção de design. Para mim, a feira Xique Xique tem importância porque ela está dando visibilidade a produção piauiense, de pessoas autorais que produzem. Esse meu nicho, de decoração, tinha a necessidade dessa promoção para que a gente pudesse expor. Então para mim é perfeito", encerra. 

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado