Secretaria da Justiça realiza mutirão de saúde e de situação jurídica em Penitenciária de Teresina - Cidades
SAÚDE

Secretaria da Justiça realiza mutirão de saúde e de situação jurídica em Penitenciária de Teresina

Os internos recebem avaliação completa da equipe de enfermagem e ainda fazem testes rápidos para detectar sífilis, hepatite B e C e HIV


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) realiza, desde o dia 13 de maio, na Penitenciária Professor José Ribamar Leite, em Teresina, um mutirão de atendimentos multidisciplinares. Todos os internos da Penitenciária passarão por atendimentos da enfermagem, psicologia, serviço social e jurídico.

Nos pavilhões, os internos são retirados da cela e iniciam com avaliação completa da equipe de enfermagem, com aferição da temperatura, pressão arterial, glicemia capilar, oximetria, pulso, peso e altura
. E, ainda, realizam testes rápidos para detectar sífilis, hepatite B e C e HIV.

 
Secretaria da Justiça realiza mutirão de saúde e de situação jurídica em Penitenciária de Tesina
Divulgação
 

De acordo com a coordenadora de Enfermagem da Sejus, Jéssica Abreu, a principal finalidade é sanar as necessidades em escala de prioridades, realizando a classificação de riscos e vulnerabilidades.

“Precisamos fazer procedimentos básicos de saúde, voltados para identificar doenças mais comuns na população carcerária. Os resultados dos testes rápidos saem em 15 minutos e aqui já podemos começar a conduta terapêutica recomendada. Nessa intervenção, demos importância às queixas de cada interno. Não temos pressa e temos metas para trabalhar todas as questões de saúde, priorizando as urgências”, enfatiza a coordenadora.O serviço social identifica as principais necessidades do interno relacionadas à visita familiar e falta de documentos de identidade. A psicologia faz a escuta do interno e avaliação da sua saúde mental.

O serviço social identifica as principais necessidades do interno relacionadas à visita familiar e falta de documentos de identidade. A psicologia faz a escuta do interno e avaliação da sua saúde mental.

 
Os internos recebem avaliação completa da equipe de enfermagem e ainda fazem testes rápidos para detectar sífilis, hepatite B e C e HIV Divulgação
 

Outro importante atendimento é do setor jurídico, que tem como foco avaliar o histórico de cada detento e sua situação no cumprimento da pena. “A equipe jurídica está centrada em três pontos: possível transferência, progressão de regime e contagem de dias para remissão. Contamos com o apoio da Defensoria Pública para verificar as questões de mérito referentes aos internos”, explica Paulo Renand, coordenador jurídico da Sejus.

De acordo com o gerente adjunto, Rubens Noleto, o mutirão já atendeu dois pavilhões por completo. “Em conjunto com as atividades do mutirão, uma comissão realiza o exame criminológico desenvolvido conforme determina a legislação aprovada recentemente”, enfatiza.

Em 2023, a Secretaria da Justiça realizou mutirão de atendimentos multidisciplinares em várias unidades penais, como: as Penitenciárias Masculina e Feminina de Picos, Penitenciária Mista de Parnaíba, Penitenciária Gonçalo de Castro Lima (Floriano) e Penitenciária Dom Abel Alonso Nuñez (Bom Jesus).

Fonte: Governo do Estado do Piauí


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado