Strans volta a interditar trecho da Avenida Homero Castelo Branco para obra de galeria da Zona Leste - Cidades
INTERDIÇÃO

Strans volta a interditar trecho da Avenida Homero Castelo Branco para obra de galeria da Zona Leste

Agentes estarão no local para orientar motoristas


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Superintendência de Transito de Teresina (Strans) voltou a interditar a Avenida Homero Castelo Branco, no trecho do cruzamento com a Rua Eustáquio Portela até a Rua Clemente Fortes, no bairro São Cristovão, zona Leste.

Strans volta a interditar trecho da Avenida Homero Castelo Branco para obra de galeria 
TV Antena 10

 

A interdição inicia nesta sexta-feira (3) nos dois sentidos da via.  O trecho da Avenida João XXIII até a rua Eustáquio Portela estará liberado apenas para o acesso dos clientes de um supermercado da região.  A interrupção no tráfego de veículos deve-se a um pedido da Saad Leste, devido a uma obra de drenagem e construção da galeria da zona leste. A Strans diz ainda que durante a interdição agentes de trânsito estarão no local para orientar os condutores e auxiliar no fluxo do trânsito.


Interdição

O trecho da Avenida Homero Castelo Branco foi interditado por mais de 50 dias, desde a morte da professora Wana Sara Cavalcante Henrique, que teve seu carro arrastado para dentro de um buraco durante fortes chuvas, e havia sido liberado para o tráfego no dia 31 de março.

Após a liberação o então o superintendente da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste SDU- Leste, James Guerra, assegurou que o trecho já estava seguro. "A galeria está funcional e esta fase foi concluída com a liberação para o tráfego. O que ainda falta para liberar esse pequeno trecho que foi interditado é a parte de pavimentação. Com a galeria em ordem a água segue seu curso naturalmente, ou seja, não é pra haver acúmulo. Também não existe buraco, então não corre risco de carros ou motos caírem", disse à época.

 


 O superintende relatou ainda que a obra estava em andamento e não havia sido concluída totalmente. Para agilizar a finalização do trecho, a equipe esperava o período de chuvas intensas cessar um pouco.

Relembre o caso

No dia 05 de fevereiro a professora Wana Sara Cavalcante tentava trafegar na avenida Homero Castelo Branco durante uma forte chuva, quando teve seu carro arrastado pela água, para dentro de um buraco da galeria de esgotos. O corpo da gestora foi encontrado dentro de uma galeria no dia 06 de fevereiro.

 

Foi o segundo caso de morte em Teresina por conta de problemas estruturais na cidade, entre eles, a falta de escoamento. Em 02 de janeiro, o chef de cozinha João Marcelo, 37 anos, morreu após o carro em que estava ser arrastado pela água no bairro Satélite.

Na época, em nota, a prefeitura destacou que desde o início do período chuvoso foram tomadas medidas mais urgentes como “o avanço das obras de drenagem e a sinalização das vias que representam perigo em caso de chuva forte, orientação que deve ser seguida até a conclusão de obras que eliminem esse risco de forma permanente”, explanou.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado