BENEFÍCIO

Caixa paga último benefício de R$ 1.000 a 692 mil caminhoneiros e taxistas

Pagamento da sexta e última parcela é feito por meio de crédito em conta digital, movimentada pelo aplicativo Caixa Tem


A Caixa deposita neste sábado (10) a sexta e última parcela do benefício de R$ 1.000 a caminhoneiros e taxistas. Serão beneficiados cerca de 692 mil profissionais. Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, responsável pelo pagamento, para os taxistas, haverá uma parcela extra.

O benefício é creditado em conta poupança social digital, aberta automaticamente em nome do motorista, com movimentação pelo aplicativo Caixa Tem ou nas agências do banco. 

 
Pagamento é feito por meio do aplicativo Caixa Tem
Divulgação
 
 
 

O auxílio aos motoristas, criado por causa dos impactos da alta de combustíveis, teve seis parcelas de R$ 1.000, pagas de julho a dezembro deste ano. Diferentemente do Auxílio Brasil de R$ 600, que vai continuar no próximo ano, como promessa de campanha do novo governo eleito, os benefícios Caminhoeiro e Taxista terminam neste mês.

De acordo com o governo federal, os pagamentos custaram R$ 7,4 bilhões aos cofres públicos. O valor e o número de parcelas do benefício poderiam ser ajustados de acordo com o número de beneficiários cadastrados. Por isso, o Ministério do Trabalho afirma que os taxistas vão receber parcela extra no pagamento deste mês, após avaliação realizada pela pasta.

Outros benefícios

O Benefício Taxista e Caminhoneiro faz parte da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Benefícios Sociais, promulgada em julho pelo Congresso Nacional. A medida autorizou o governo federal a gastar R$ 41,2 bilhões para conceder benefícios sociais apenas até o fim do ano.

A medida autorizou também o reajuste do Auxílio Gás, o aumento das parcelas de R$ 400 para R$ 600 do Auxílio Brasil até o fim do ano e a ampliação do número de beneficiários.

Pagamento


O crédito de R$ 1.000 é feito em conta poupança social digital aberta automaticamente em nome do beneficiário, movimentada pelo aplicativo Caixa Tem ou em qualquer agência do banco.

O valor estará disponível a todos aqueles que foram considerados elegíveis. Eles obtiveram esse direito depois de enviar para a Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social) sua autodeclaração de caminhoneiro ou o cadastro de taxista emitido pelas prefeituras.

O processamento das informações pela Dataprev, para identificação dos elegíveis, foi realizado  no período de 30 de novembro a 6 de dezembro.

A empresa de tecnologia parceira do governo federal é responsável pela análise, cruzamento e checagem dos dados recebidos dos municípios e do DF com informações disponíveis em bases de dados do governo federal, a fim de verificar os critérios estabelecidos. O objetivo é identificar os profissionais elegíveis para receber o benefício.

Os valores são creditados em conta poupança social digital aberta automaticamente pela Caixa em nome dos beneficiários, com movimentação pelo aplicativo Caixa Tem. Não há necessidade de cadastro ou de envio de dados de conta para o depósito. Caso o beneficiário não movimente a conta em até 90 dias, os recursos ora depositados serão recolhidos ao Tesouro Nacional.

Os motoristas que tiverem dúvidas sobre o pagamento dos benefícios podem ligar para a Central de Atendimento Alô Trabalho, no número 158. As informações sobre o pagamento das parcelas também podem ser consultadas no Atendimento CAIXA ao Cidadão pelo número 111.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque