DECLARAÇÃO

“Melhor sensação que tive na vida”, diz mãe de vítima sobre prisão do estuprador Marcos Vitor

Foragido da justiça do Piauí, ex-estudante de medicina já havia sido condenado há mais de 33 anos de prisão


A mãe de uma das vítimas do ex-estudante de medicina, Marcos Vitor Aguiar, contou ao A10+ que teve a melhor sensação de sua vida após acordar com a notícia de que o estuprador foi preso após 1 ano e meio de buscas realizadas pela polícia. Foragido há um ano e três meses, Marcos foi preso na cidade de Mar del Plata, na Argentina, na tarde de quarta-feira (18).

O jovem usava a identidade falsa de Pedro Saldanha e estava com cabelos longos e barba mais robusta. Ele foi preso em frente a um shopping no país vizinho. Mesmo foragido, Marcos Vitor foi condenado a mais de 33 anos, oito meses e sete dias por estuprar a irmã de 9 anos e uma prima, de 12 anos. No processo, ele também foi denunciado por estuprar também outra irmã de 3 anos, mas neste caso ele foi inocentado.

  

Marcos Vitor estava foragido há mais de 1 ano; ele foi preso na Argentina Reprodução

   

Para a família de uma das vítimas a sensação é de alívio, principalmente porque alguns parentes não tinham mais esperança de que Marcos seria encontrado e preso pela polícia.

"A justiça é uma sensação ambígua. Só sei que estou feliz, porque ele vai cumprir a pena que recebeu pelos abusos que cometeu. Na verdade acho que é a melhor sensação que já tive na vida. Por tudo que passamos nesse último ano. Agradeço demais vocês, todas as mães e todos os pais que publicaram, que falaram, que decidiram em sua luta encontrar esse monstro e a polícia que não desistiu mesmo quando não havia mais esperança", disse a mãe ao A10+ e TV Antena 10.

No país vizinho, Marcos trabalhava na cidade de Buenos Aires, de freelance em um restaurante de luxo. Depois disso, ele optou por se mudar à cidade de Mar Del Plata, onde foi preso. Agora, o estudante será extraditado ao Brasil e ao chegar ao Piauí [ainda sem data definida] vai cumprir a pena de 33 anos e oito meses em regime fechado.


"Ele não reagiu a prisão, foi preso em frente a um shopping bastante movimentado na cidade de Mar Del Plata, a Polícia Federal Argentina já estava fazendo o monitoramento dele, aguardou o momento mais oportuno para cumprir o mandado de prisão da Justiça do Piauí. Ele usava documento falso na Argentina, mas o trabalho de investigação foi muito bem feito. Mesmo com a tentativa de disfarce dele, deixando o cabelo crescer, a barba mais robusta, a gente conseguiu confirma a identidade dele por meio do ambiente cibernético", afirmou o delegado Yan Brayner em entrevista à TV Antena 10.

Segundo a polícia, Marcos Vitor saiu do Brasil por meio de fronteira seca, pela tríplice fronteira, na região de Foz do Iguaçu, passando pelo Paraguai e chegando ao destino final, a Argentina. A prisão envolveu vários órgãos além da Polícia Civil do Piauí, como a Interpol, a Policia Federal Argentina e o Ministério Público de Buenos Aires.

  

Foragido da justiça do Piauí, ex-estudante de medicina já havia sido condenado há mais de 33 anos de prisão Reprodução

   

O delegado Anchieta Nery, que integra a Inteligência da Polícia Civil do Piauí, explicou à TV Antena 10 que Marcos deve ter recebido diversas ajudas durante a fuga, incluindo suporte para viver na Argentina. Ele citou que os parentes do jovem não podem ser responsabilizados, mas terceiros que colaboraram com a fuga deverão ser penalizados.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque