DECISÃO

Foragido, estudante de medicina é condenado a 33 anos de prisão por estupro no Piauí

A decisão foi proferida pelo juiz Raimundo Holland Moura de Queiroz


O estudante de medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas foi condenado a 33 anos, oito meses e sete dias de prisão em regime fechado pelo estupro de duas meninas, uma delas sua irmã. A decisão foi proferida pelo juiz Raimundo Holland Moura de Queiroz.

Pelo estupro da irmã, Marcos foi condenado a 23 anos e quatro meses e pelo estupro da prima a condenação foi de 10 anos, quatro meses e sete dias. Ele está foragido há mais de um ano.

  

Foragido, estudante de medicina é condenado a 33 anos de prisão por estupro no Piauí
Reprodução

  

O estudante de medicina é acusado de estuprar quatro menores de idade em Teresina. Ele foi absolvido de uma terceira denúncia de estupro também contra uma prima.

Conforme investigações, Marcos é acusado de abusar sexualmente de duas irmãs, uma de 3 e a outra de 9 anos. A denúncia contra o estudante foi feita por uma advogada que afirmou que a filha dela é uma das vítimas do estudante de medicina.

Em 2021, a Polícia Civil recebeu novas denúncias contra o estudante de medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira. Até o momento seis crianças, todas da mesma família, já denunciaram que foram vítimas de abuso sexual e estupro por parte do estudante.

Marcos Vitor está foragido desde que as denúncias vieram a público quando a família das meninas expôs o caso nas redes sociais. De acordo com o relato das vítimas, o estudante se aproveitava do relacionamento em família para abusar das meninas, entre elas sua irmã de 3 anos de idade.

No último ano Marcos Vítor estava morando em Manaus, onde cursava medicina, mas retornava a Teresina em datas comemorativas, quando continuava os abusos.

Em janeiro deste ano, o Domingo Espetacular, jornalístico da Record TV, repercutiu nacionalmente o caso do estudante de medicina, Marcos Vitor Pereira, 22 anos, acusado de estuprar quatro crianças no Piauí.


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: