NO PIAUÍ

Idoso é condenado a mais de 29 anos por matar nora após ela ter denunciado estupros contra a filha

Em 2021 o réu já havia sido condenado a 20 anos de prisão por estupro de vulnerável


Lourival Pereira Nóbrega foi condenado a 29 anos e três meses de prisão por feminicídio e homicídio. O idoso matou a nora após ela ter denunciado os estupros que ele cometia com a filha dela. Ele já havia sido condenado a 20 anos de prisão por estupro de vulnerável. Na época do caso ele tinha 73 anos.

O caso ocorreu em novembro de 2020, em Caraíbas, zona rural de Caracol. Na época, o idoso entrou na casa e efetuou dois disparos contra a nora Fernanda de Sousa, 34 anos, e quatro disparos contra o tio dela um idoso de 65 anos que estava na casa. 

  

Idoso é condenado a mais de 29 anos por matar nora após ela ter denunciado estupros contra a filha
PM-PI


Lourival atirou contra os dois porque foi denunciado por estupro de vulnerável, crime ao qual ele também foi condenado a 20 anos de prisão em 2021. Ele cometeu o crime contra a neta, uma menina de 15 anos, filha da vítima. Os estupros aconteciam a mais de um ano, sob constantes ameaças de homicídio e ele obrigava a adolescente a tomar pílulas para não engravidar. 

A sentença por homicídio e feminicídio foi dada pelo Juiz de direito do Tribunal do Júri da Comarca de Caracol, Robledo Moraes Peres de Almeida. Somando as duas sentenças, Lourival foi condenado a 49 anos e três meses de prisão.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: