Justiça concede habeas corpus a enfermeira acusada de matar agiotas no Piauí - Justiça
DECISÃO

Justiça concede habeas corpus a enfermeira acusada de matar agiotas no Piauí

Crime ocorreu em fevereiro deste ano na cidade de Parnaíba


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí concedeu habeas corpus a enfermeira Isabelle Cristina Simplício Brandão, acusada de executar a tiros os agiotas Deoclécio Rodrigues Silva de Sousa e José de Maria Vieira Lira em fevereiro deste ano, na cidade de Parnaíba, litoral do Estado. 

A enfermeira foi presa no Ceará um dia depois do duplo homicídio. O crime, segundo a polícia, foi motivado por cobrança de uma dívida de R$ 12 mil. Isabelle Cristina estava devendo dinheiro que havia pego emprestado de uma das vítimas.

  

Saiba quem é a enfermeira suspeita de executar 2 homens no Piauí
Reprodução

   

Segundo o documento, foi expedido o alvará de soltura da suspeita após unanimidade na votação realizada na Sessão Ordinária da Egrégia 1ª Câmara Especializada Criminal. A acusada, de acordo com o TJ-PI, será libera mediante as seguintes medidas cautelares:

  • comparecimento quinzenal em juízo para informar e justificar suas atividades
  • proibição de acesso ou frequência a bares e similares
  • proibição de manter contato, por qualquer meio de comunicação, com as testemunhas e a vítima sobrevivente, cujo limite mínimo de distância entre eles será de 200 (duzentos) metros
  • proibição de ausentar-se da Comarca sem a prévia comunicação ao juízo
  • recolhimento domiciliar a partir das 19 h até as 06 h, inclusive nos dias de folga

“O descumprimento de quaisquer dessas medidas implicará na imposição de outra em cumulação ou, em último caso, na decretação de sua prisão pelo juízo de primeiro grau”, diz trecho da decisão.

Entenda o caso

A enfermeira Isabelle Cristina Simplício Brandão, 28 anos, é apontada como a principal suspeita de executar a tiros Deoclécio Rodrigues Silva de Sousa, 37 anos, e José de Maria Vieira Lira, 57 anos. O duplo homicídio aconteceu no dia 14 de fevereiro, em Parnaíba, litoral do Piauí. Um terceiro homem, Pedro Jorge do Nascimento Freitas, também foi baleado pela mulher, mas sobreviveu.

  

Os dois corpos foram encontrados dentro de uma caminhonete no litoral do Piauí
A10+

   

Filha de policial penal, Isabelle Cristina foi presa na cidade de Camocim, no Ceará, nesta quarta-feira (15), um dia após o crime. A arma de fogo, possivelmente utilizada nos assassinatos, foi apreendida.

Ao ser presa, segundo a Polícia Militar do Ceará, a suspeita confessou o crime que, supostamente - até a investigação preliminar - teria relação com agiotagem. As vítimas foram executadas a tiros dentro de um carro Toyota Hilux, no bairro São Benedito. Segundo a polícia, o sobrevivente [Pedro Jorge] escapou ferido com um tiro de raspão no rosto.


Matérias relacionadas

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque