Homem é preso após se passar por agiota e tentar extorquir viúva durante velório do marido em Timon - Polícia
CRIME

Homem é preso após se passar por agiota e tentar extorquir viúva durante velório do marido em Timon

As investigações apontaram que o suspeito é vizinho do casal e tinha conhecimento da rotina da família


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Civil do Maranhão, através da Divisão de Inteligência e Capturas (DICAP) do 2º DP de Timon, realizou nesta quarta-feira (19) de um homem, identificado pelas iniciais  D.L.A.F, de 27 anos, suspeito de se passar por agiota para extorquir viúva por uma suposta dívida do seu marido falecido. O investigado já é conhecido da polícia, inclusive tendo sido indiciado duas vezes pelo crime de estelionato e ter várias denúncias contra ele por ameaças.

O A10+ apurou que na manhã de hoje, uma mulher registrou boletim de ocorrência no 2º Distrito Policial de Timon informando que seu marido havia falecido no dia anterior e que ainda durante o velório, começou a receber mensagens no celular de um número desconhecido, onde uma pessoa se dizia agiota e que seu marido havia deixado uma dívida de R$1.500.

  

A prisão ocorreu nesta quarta-feira (19) Reprodução

   

Porém, a mulher disse que não sabia de nenhuma dívida e que não tinha dinheiro para pagar. Então, a vítima passou a receber dezenas de mensagens de ameaça de morte, inclusive dizia o nome de seu filho de 07 anos e onde a criança estudava e que iria sequestrá-lo e até mandou fotos da frente da casa da mulher.

Diante dos fatos, a DICAP passou a investigar e descobriu o nome e endereço do indivíduo, que estava fazendo as ameaças e verificou que tratava-se do vizinho do casal, que tinha conhecimento da rotina da casa e do filho da vítima e sabia que o falecido possuía uma dívida com um falecido e então passou a extorquir a vítima, razão pela qual a equipe foi até a residência dele no Bairro Joia em Timon.

No momento em que a equipe o indagavam sobre os fatos, os policiais telefonaram para o número que fazia as ameaças e o celular tocou no bolso do indivíduo, razão pela qual recebeu naquele momento voz de prisão por Crime de Extorsão e foi apresentado na Central de Flagrantes, onde foi autuado e encaminhado para o Presídio Jorge Vieira.

O Crime de Extorsão está previsto no Art. 158 com pena que varia de 04 a 10 anos de reclusão.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado