Um ano depois, polícia prende suspeito de matar homem na zona Norte de Teresina - Polícia
AÇÃO POLICIAL

Um ano depois, polícia prende suspeito de matar homem na zona Norte de Teresina

O delegado explicou que a vítima foi morta com uma "bengala de motocicleta"


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Civil do Piauí prendeu um dos envolvidos no assassinato de Elisandro Pinheiro Silva, ocorrido em junho do ano passado, no bairro São Joaquim, na zona Norte de Teresina.

Ao A10+ e TV Antena 10, o delegado Genival Vilela informou que a Justiça do Piauí, a pedido da unidade policial, decretou a prisão temporária do homem identificado apenas como "Joãozinho". O delegado explicou que o celular do indivíduo foi encontrado na área do crime.

  

Arma usada no crime foi encontrada ainda no local TV Antena 10

   

"Com isso conseguimos comprovar que o aparelho era dele e solicitamos a prisão temporária, que foi cumprida na manhã de hoje. Nós recebemos o nome dos envolvidos ainda no início das investigações, o inquérito ainda não foi concluído e ainda estamos em diligências", disse.

O delegado explicou ainda que a vítima foi morta com uma "bengala de motocicleta", que foi utilizada pelos criminosos para cometerem o crime. Anteriormente, havia informações de que o homicídio teria ocorrido por pauladas. 

"A vítima ficou com rosto desfigurado. O perito conseguiu identificar que a arma seria um objeto contundente diante das lesões. a bengala estava suja de sangue ao lado do corpo", ressaltou.

A motivação ainda é desconhecida. "Trabalhamos com algumas hipóteses, uma dessas é de que seria apenas maldade do autor do crime. Ele teria cometido outros homicídios com o mesmo modus operandi. A vítima era bastante conhecida na região e não havia problemas contra ele", concluiu o delegado acrescentando que a polícia seguirá com as investigações.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado