João Vicente Claudino anuncia desistência de pré-candidatura à Prefeitura de Teresina - Política
ELEIÇÕES 2024

João Vicente Claudino anuncia desistência de pré-candidatura à Prefeitura de Teresina

Empresário concedeu entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira (25), pontuando motivos para decisão


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O ex-senador João Vicente Claudino anunciou, na manhã desta terça-feira (25), a desistência da pré-candidatura à Prefeitura de Teresina em 2024. O empresário afirma que agora o PSDB abre pesquisas para definir o novo candidato na corrida pelo pleito. À TV Antena 10, João Vicente Claudino declarou não cultivar mágoas do partido e que vai permanecer na sigla

  

João Vicente Claudino
Weslley Sales / Antena 10

   

"Falei que nessas condições (divisão do partido e indefinição da presidência com a permanência de Luciano Nunes) eu não seria candidato. Eu não teria como entrar em uma situação que jamais eu vivi na minha vida, ser candidato do partido, mesmo com a garantia do nacional, mas eu não teria como participar dessa maneira. Então o caminho era escolher outro nome. Ontem tivemos uma reunião e estão sendo encomendadas duas pesquisas. Os nomes do partido são do Silas, Edson Melo e Jorge Lopes. A partir dessas pesquisas, segunda teremos o resultado, para que a gente encaminhe o nome da pré-candidatura", afirmou o empresário.  

Com o anúncio, João Vicente Claudino chega a sua segunda desistência na carreira política. Em 2014, João Vicente Claudino se lançou à reeleição no Senado, mas desistiu. Questionado sobre mágoas, o empresário afirma não ter e que segue em frente. 

"Shakespeare dizia que ressentimento é um veneno que você toma achando que o outro vai morrer. Eu não cultivo isso, de maneira alguma. Eu acho que você, principalmente dentro de política, se a gente for cultivar mágoa tem que arranjar carretas, porque só o que tem em política são dissabores. Eu não levo isso à frente", pontuou. 

João Vicente Claudino também declara que permanece no PSDB, mas tece críticas a forma como estão sendo conduzidas as políticas dentro dos diretórios. "Eles colocam a questão do diretório. Apesar do que foi divulgado, o PSDB foi feito em 54, 55 municípios, mas nós não encontramos isso. Encontramos 31 a 32 municípios. O PSDB foi totalmente esvaziado em 2022, não teve um candidato estadual, não teve um candidato a federal, não teve um candidato nem a suplente de senador. Quando o Joel saiu candidato a senador não teve nenhum do PSDB suplente. Então o PSDB não serviu nem para indicar suplente. Então, não é culpa do atual presidente nacional Marcone Perilo, ele só entrou em dezembro, mas o PSDB não deveria nem ter renovado esse diretório", encerra. 

A convenção do PSDB segue marcada para o dia 27 de julho em Teresina. Nela serão apresentados os candidatos do partido para as eleições de 2024.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado