Lula diz que vai viver até os 120 anos para disputar mais 10 eleições “até de bengala” - Política
BRASIL

Lula diz que vai viver até os 120 anos para disputar mais 10 eleições “até de bengala”

O presidente visitou nesta quarta-feira (15) um abrigo na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que vai viver até os 120 anos e disputará mais 10 eleições — até quando estiver andando de bengala.

Ele deu as declarações em cerimônia de anúncios sobre a calamidade no Rio Grande do Sul, em São Leopoldo (RS).

"Eu vou viver até os 120 anos, eu vou demorar. Já falei para o homem lá em cima, não estou a fim de ir embora. Porque ainda preciso disputar umas 10 eleições, mais uns 20 anos. O Lula de bengala disputando eleição", disse o presidente da República.

 

Presidente Lula
Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil
   

De volta ao Rio Grande do Sul, Lula visita abrigo em São Leopoldo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou nesta quarta-feira (15/5) um abrigo na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre. Ele estava acompanhado da primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, pelo governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), e por ministros e autoridades que participam da comitiva presidencial.

O local abriga famílias que tiveram de deixar suas casas por conta das enchentes que atingiram dois terços do território gaúcho. São Leopoldo foi uma das cidades mais atingidas. Ao todo, as chuvas já deixaram 149 mortos e mais de 70 mil desabrigados.

Lula tirou fotos e conversou com as pessoas que estão no abrigo. Após a visita, o petista vai anunciar novas medidas de auxílio ao povo gaúcho, em um auditório da cidade. E vai ser reunir com Eduardo Leite para discutir a situação do estado. A expectativa é que o presidente anuncie um auxílio de R$ 5 mil para as famílias desabrigadas, além de revelar quem ocupará o cargo da autoridade federal para acompanhar a crise, pelo menos, até o fim do ano.

Fonte: Correio Braziliense


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado