Funcionário é morto a tiros e tem cabeça decapitada enquanto trabalhava em hospital - Brasil
CRIME

Funcionário é morto a tiros e tem cabeça decapitada enquanto trabalhava em hospital

Imagens que circulam em grupos mostram a vítima caída no chão do refeitório com uma faca próximo ao corpo.


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 11h47)

Um funcionário foi morto e teve a cabeça decapitada dentro do Hospital Instituto Doutor José Freitas (IJG), em Fortaleza, no Ceará, na manhã desta terça-feira (23). Segundo informações, a vítima era um zelador do instituto. 

Imagens mostram a vítima caída no chão do refeitório com uma faca próximo ao corpo. Testemunhas relataram que um homem efetuou diversos disparos de arma de foco contra a vítima e fugiu. Outros funcionários ficaram feridos e foram encaminhados para alas médicas do hospital. 

  

Hospital Instituto Doutor José Freitas (IJG), em Fortaleza
Marcos Moura/ Prefeitura de Fortaleza


Investigações preliminares apontam que o suspeito do crime seria um ex-funcionário do hospital e que foi demitido há mais de um ano. Ele teria conseguido acesso à unidade de saúde por meio do reconhecimento facial, que ainda estava ativo.

O secretário de Segurança Pública do Ceará, Samuel Elânio, relatou à imprensa local que a companheira do suspeito trabalha no hospital e crime o teria sido motivado por ciúmes. "Ele já vinha apresentando atitudes de uma pessoa ciumenta e já teria dado indícios de que poderia praticar algo semelhante a isso", disse. 

O principal suspeito do crime está foragido. O caso será investigado pela Polícia Civil do Ceará. 

O que diz o hospital?

Em nota, a direção do hospital informou que dois prestadores de serviços do setor de alimentação foram vítimas de agressão na área de recebimento de cargas do hospital. Um dos homens foi a óbito no local e o outro foi socorrido pelas equipes da Emergência.

"As famílias das vítimas estão sendo acolhidas e a situação está sendo acompanhada pelos órgãos de segurança, que está recebendo todo o apoio para as investigações.Reforçamos que todos os atendimentos aos pacientes seguem sendo realizados sem interrupção", disse a Direção do IJF.

  

Imagens que circulam em grupos mostram a vítima caída no chão do refeitório Reprodução

   

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado