Governo do Piauí constrói nova rodovia ligando Cristalândia ao estado da Bahia - Cidades
OBRA

Governo do Piauí constrói nova rodovia ligando Cristalândia ao estado da Bahia

Trecho de 27 km vai facilitar o transporte na região do Matopiba


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Cumprindo o plano de criar novas conexões rodoviárias entre estados vizinhos, o Governo do Estado do Piauí iniciou a construção de uma nova estrada ligando o entroncamento da BR-135, no município de Cristalândia, extremo sul do Piauí, ao da BA-225, no estado da Bahia. O trecho de 27 km vai facilitar o transporte na região do Matopiba, grande produtora de grãos, além de beneficiar municípios produtores de bovinos.

A via atende a um pleito antigo da população de Cristalândia. O ex-prefeito do município, Ariano Messias Nogueira Paranaguá, disse que a ligação entre as duas BRs existiu no passado, por estrada vicinal, mas que ficou intrafegável nos últimos anos, o que levou à necessidade de pavimentar o trecho.

  
Governo do Piauí constrói nova rodovia ligando Cristalândia ao estado da Bahia Reprodução
 
 
 

“O projeto de viabilidade técnica foi feito pelo Município ainda na minha gestão. O governador Rafael Fonteles, sensível sobre a importância da via, autorizou a ordem de serviço pela Secretaria Estadual de Transportes (Setrans)”, afirmou Messias. A obra está orçada em R$ 29 milhões.

A nova rodovia está sendo chamada de Estrada da Esperança, pois passa por um povoado de nome Esperança. “Ela vai trazer muitos benefícios, pois ligará diretamente Cristalândia a outras regiões produtoras de grãos, além de aproximar também as cidades adjacentes e produtoras pecuárias, como Parnaguá e Corrente, da Bahia”, destacou o ex-prefeito.

A estrada também vai aproximar o Piauí do Parque Estadual do Jalapão, um complexo turístico no Estado do Tocantins. Quando a nova via estiver pronta, a distância de Cristalândia até o Jalapão será de 80 km, cerca de uma hora e meia.

Outro benefício é que será mais fácil a chegada de insumos à Cristalândia, vindos de Formosa do Rio Preto (BA), segundo maior produtor de soja do Brasil, tanto em quantidade (1,6 milhão de toneladas) quanto em valor da produção (R$ 2,7 bilhões).

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado