Piauí atinge 97% da meta de imunização e registra maior índice contra febre aftosa em nove anos - Geral
DADOS

Piauí atinge 97% da meta de imunização e registra maior índice contra febre aftosa em nove anos

Ao todo 660.206 animais foram vacinados de um total de 679.716 animais envolvidos


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Secretaria de Assistência Técnica e Defesa Agropecuária ( SADA), através da Agência de Defesa Agropecuária (ADAPI), apresentou nessa quinta-feira (01) os dados da 2ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. O Piauí atingiu a meta de 97,13% de imunização, alcançando o maior índice de cobertura vacinal dos últimos 9 anos.

A 2ª etapa, iniciada em novembro de 2023 e finalizada no último dia 15 de janeiro, era destinada aos bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses. Ao todo 660.206 animais foram vacinados de um total de 679.716 animais envolvidos na etapa (animais de até 24 meses) distribuídos em 41.761 propriedades no Estado.

  

Piauí atinge 97% da meta de imunização e registra maior índice contra febre aftosa em nove anos
Reprodução
   

“Precisamos comemorar esses índices parabenizando os colaboradores da ADAPI, através do nosso diretor geral João Rodrigues, e ressaltar também a parceria entre o Governo e setor produtivo, representado pelos criadores e estabelecimentos de revendas”, destacou o secretário da Sada, Fábio Abreu.

93 cidades atingiram 100% de imunização dos animais, o que corresponde a 41% dos municípios piauienses. “Destacamos aqui as regionais de Castelo do Piauí, Santa Cruz do Piauí e Altos que foram as primeiras a alcançarem essa conquista.”, enfatiza  a coordenadora do Programa Estadual de Vigilância para a Febre a Aftosa, Simone Lima.

Outro dado importante é o crescimento do rebanho no Estado. O número de animais cadastrados na ADAPI ultrapassou a marca de 2 milhões atingindo um recorde e demonstrando a eficiência da campanha. “Essa é uma conquista de todos, uma vez que reflete diretamente em benefícios para a cadeia produtiva, com os rebanhos protegidos e competitivos no mercado, com a garantia de segurança e qualidade dos produtos consumidos, gerando emprego e renda no campo e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, ressalta o gerente de defesa sanitária animal, Idílio Moura.

Evolução do status sanitário

Durante a entrevista coletiva, o secretário Fábio Abreu falou sobre os esforços que para que o Piauí conquiste junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária  (MAPA) o status sanitário de livre da febre aftosa sem vacinação que vai permitir a valorização do nosso rebanho, além de permitindo o livre trânsito de animais e produtos com outros estados e países.  
“A boa cobertura vacinal é um dos critérios importantes para alcançarmos nossa meta, mas existem outros como otimizar a estrutura na capital e interior, execução de um plano sanitário nas divisas do Piauí com Ceará e Pernambuco já que esses estados não vão migrar  de status por enquanto e a criação de um fundo privado para indenização de animais suscetíveis a febre aftosa. Estamos trabalhando em todos esses pontos para em breve comemorarmos essa conquista”.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado