MP ingressa com ação para que Currais-PI instale Centro de controle de Zoonoses de animais de rua - Justiça
NO PIAUÍ

MP ingressa com ação para que Currais-PI instale Centro de controle de Zoonoses de animais de rua

Segundo o MPPI, caso foi investigado por 7 anos e município não implementou medidas protetivas exigidas por lei


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Ministério Público do Piauí (MPPI), através da 2ª Promotoria de Justiça de Bom Jesus, ingressou com ação civil pública para que o município de Currais implante políticas públicas voltadas ao controle de animais de rua (cães e gatos) e instale um Centro de Controle de Zoonoses.

O promotor de Justiça Márcio Carcará afirma, na ação, que após 7 anos de investigação, verificou-se que o poder público municipal não implementou medidas protetivas exigidas por lei, como identificação e registro de animais abandonados, campanhas para adoção responsável; e de controle adequado da população de cães e gatos abandonados nas ruas. 

  

MPPI ingressa com ação para que Currais instale Centro de controle de Zoonoses de animais de rua
Pixabay

  

Segundo o MPPI, desde 2017 Currais tem uma lei que instituiu o serviço de vigilância sanitária, mas que no entanto, o município nunca teria implantado qualquer tipo de serviço ou estratégia para o controle dos animais de rua.

O responsável pela 2ª PJ de Bom Jesus afirma ainda que a falta de programa e estratégias, para o controle de animais, tem propiciado o surgimento de abrigos não oficiais e o acúmulo de cães e gatos no centro urbano. Além disso, o representante do MPPI destaca o risco de disseminação de doenças transmitidas por esses animais.

“É evidente a negligência do poder público municipal na efetivação de uma política pública eficaz para o controle e bem-estar da população animal (cães e gatos), bem como na criação de um Centro de Controle de Zoonoses ou estruturas similares, conforme demonstram os diversos posicionamentos do ente público demandado”, frisa o promotor.

O Ministério Público requer ao Judiciário a determinação para que Currais, no prazo de 180 dias, implemente e execute programa contínuo para controle reprodutivo de cães e gatos, aplique vacinação antirrábica e promova medidas protetivas, incluindo identificação, registro, esterilização cirúrgica, adoção e campanhas educativas para conscientização pública sobre a importância dessas atividades.

Outro pedido feito pelo MPPI consiste na obrigação de Currais, no prazo de 180 dias, destinar um local adequado para o Centro de Controle de Zoonoses, conforme exigências da legislação ambiental, destinado ao acolhimento, manutenção e exposição de animais abandonados para adoção, acessível ao público para visitação, com serviços de vacinação e demais cuidados necessários aos animais.

Por último, o Ministério Público solicita a fixação de multa diária no valor de 500,00 reais, por cada medida descumprida. O montante deve ser pago pelo prefeito de Currais.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado