POLÍCIA

Empresário Robin da Carne, preso pela PRF, foi solto após pagar fiança de R$ 4,8 mil

Com ele foram apreendidas anfetaminas e uma porção de maconha para consumo pessoal


O empresário Antônio Robson da Silva Pontes, mais conhecido como Robin da Carne, preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por porte ilegal de arma de fogo e com drogas, foi solto após pagar fiança no valor de R$ 4.848,00. A fiança foi arbitrada pelo delegado Odilo Sena. A ação ocorreu na quinta-feira (08).

Segundo a PRF, o empresário andava em uma BMW/320I sem placas de identificação. Quando questionado, Robin da Carne informou que portava as placas dentro do veículo, momento em que foi ordenado a recolocação das placas.

  

Empresário Robin da Carne, preso pela PRF, foi solto após pagar fiança
Reprodução

  

Questionado se transportava algum ilícito, o empresário informou que portava uma pistola cal. 9mm com 10 munições não deflagradas, próximo ao banco do passageiro. O condutor apresentou o Registro da arma em seu nome, porém, segundo a PRF, não possuía o devido Porte de arma de fogo.

Entenda como funciona o estatuto 

  • De acordo com ao Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/2003), o Registro de Arma de fogo permite ao proprietário de uma arma de fogo possuí-la dentro de sua residência, ou ainda, no seu local de trabalho, desde que seja o titular ou responsável legal pelo estabelecimento. Fora destes locais, é necessário possuir o Porte de Arma de Fogo, que é um documento expedido pela Polícia Federal (PF), a qual tem o poder discricionário de decidir quem poderá portar uma arma de fogo fora de sua residência ou local de trabalho.

  

Empresário é dono de um frigorífico em Teresina Reprodução

   

Dando seguimento a busca veicular, os policiais também encontraram 10 unidades de anfetaminas e uma pequena porção de maconha para consumo pessoal. 

Diante desse cenário, os policiais encaminharam o homem, a droga, a arma de fogo e as munições até à Central de Flagrantes de Teresina para os procedimentos necessários. Ele responderá pelo crime de Porte Ilegal de Arma de Fogo e Munições e também foi autuado por Posse de drogas para consumo. Ele foi solto horas depois após pagar fiança de quase R$ 5 mil, revelou o delegado Odilon Sena ao A10+. 

  

Com ele foram apreendidas anfetaminas e uma porção de maconha para consumo pessoal
Reprodução

   

Em rede social, ele compartilhou vídeos mostrando que já havia sido liberado. “Vou deixar um recado, toda vez que me pararem, vão me levar preso porque eu só ando com minha bebê [arma]. Um risco de ser assaltado”, disse.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque