Mãe tentou esconder companheiro da polícia no Piauí; criança de 3 anos morreu vítima de maus-tratos - Polícia
CRIME

Mãe tentou esconder companheiro da polícia no Piauí; criança de 3 anos morreu vítima de maus-tratos

Os dois foram presos nesta segunda-feira (22) por suspeita de tortura contra Ana Karoline Gomes


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Civil segue com as investigações para apurar a responsabilidade na morte da pequena Ana Karoline Gomes Nunes, de 3 anos, que teve morte encefálica declarada nesta segunda-feira (22) após ser internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com quadro convulsivo, manchas escuras pelo corpo e clavícula fraturada

À TV Antena 10, o delegado Célio Benício conta que a mãe da criança tentou, durante depoimento, esconder a existência do padrasto da menor. Os dois foram presos temporariamente horas antes da morte da criança por suspeita de tortura. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa onde o crime aconteceu; os aparelhos telefônicos do casal também foram apreendidos.

  

Mãe e padrasto de menina que teve morte encefálica após maus-tratos são presos no Piauí PC-PI

   

"Ao constatar incongruência nas oitivas, a dificuldade de se encontrar o padrasto, a situação em que se tentou ocultar a sua existência quando a mãe da criança foi ouvida, ela ocultou essa informação bem como as informações trazidas pela perícia técnica o laudo do médico legista constatou realmente tortura e a situação está sendo encarada como homicídio qualificado pela tortura no contexto de violência doméstica familiar", explicou o delegado à TV Antena 10. 

Segundo apurado pela reportagem, a menina deu entrada no Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman, em Esperantina, na última segunda- feira (15) com quadro convulsivo, manchas escuras pelo corpo e clavícula fraturada. Funcionários do hospital desconfiaram da situação e acionaram o Conselho Tutelar, que por sua vez, notificou as autoridades policiais. 

De acordo com a polícia, a menina sofreu lesões devido a pancadas na região da cabeça. Em razão da gravidade do caso, a criança foi transferida ainda na segunda para o HUT, em Teresina, que deu início ao protocolo de morte encefálica da vítima. O procedimento foi encerrado nesta segunda-feira (22). 

  

Menina de 3 anos, internada no HUT por suspeita de maus-tratos, tem morte encefálica confirmada Reprodução

   

A Polícia Civil investiga a mãe, o padrasto e outros familiares por suspeita de maus-tratos contra a menina. O Conselho Tutelar de Esperantina não comenta o caso, mas afirmou que está prestando suporte aos familiares da criança.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado