CRIME

Piauiense é morto a facadas após tentar defender esposa e sobrinha de assédio no DF

O corpo da vítima será enterrado no Piauí; o caso ocorreu no último sábado (10)


Um piauiense identificado como Gionildo Marques da Silva, 46 anos, foi morto a facadas após tentar defender a esposa e uma sobrinha de assédio em um bar localizado na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal. Três suspeitos de cometerem o crime foram presos pela Polícia Militar momentos depois do homicídio, na madrugada de sábado (10).

“Só sei que eu fiquei sem ele. Meu esposo, homem trabalhador. Foi embora e me deixou sozinha”, lamentou a esposa da vítima em entrevista ao Metrópoles.

  

Piauiense é morto a facadas após tentar defender esposa e sobrinha de assédio no DF
Reprodução

  

Segundo a polícia, os três criminosos assediaram as mulheres depois que a vítima levantou da mesa para ir ao banheiro. “De repente, chegam esses homens mexendo com a gente, querendo que a gente fosse dançar com eles. A gente falou que não. Aí, ele me empurrou. Deu um murro na boca do meu estômago”, contou.

Nesse momento, a dona do bar pediu que o trio não incomodasse as clientes, pois elas estavam acompanhadas. Em seguida, houve nova discussão, e a esposa de Gionildo levou uma facada. Foi quando o marido voltou do banheiro e a encontrou ferida. “Aí, ele saiu doido, procurando os caras. Quando ele achou, os caras já o pegaram”, detalhou.

  

A vítima morreu ainda no local; suspeitos do crime foram presos
Reprodução

  

Os bombeiros atenderam a mulher e a levaram para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Gionildo não resistiu ao ferimento e morreu no local.

O trio de criminosos fugiu em um carro. Pouco tempo depois, os policiais militares localizaram o veículo e prenderam em flagrante os acusados, de 31, 47 e 52 anos. Com eles, os PMs encontraram duas facas usadas no crime. Elas ainda estavam sujas de sangue.

*Com informações do Metrópoles

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: