Polícia prende mulher suspeita de cometer duplo homicídio por briga de facções em Teresina - Polícia
CRIME

Polícia prende mulher suspeita de cometer duplo homicídio por briga de facções em Teresina

Crime ocorreu, em julho de 2022, onde dois homens foram mortos dentro de uma residência


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Civil do Piauí deu cumprimento, na manhã desta sexta-feira (17), a um mandado de prisão preventiva contra uma mulher, identificada apenas pelas iniciais M.R.T.S, suspeita de duplo homicídio na zona Norte de Teresina.

O crime ocorreu no bairro São Joaquim, zona norte de Teresina, em julho de 2022. A polícia também efetuou a prisão de um homem, investigado por tráfico de drogas, que estava no local.

  

Polícia Civil prende mulher suspeita de praticar duplo homicídio em Teresina
reprodução

   

De acordo com o delegado-titular, Samuel Silveira, a mulher presa seria uma das responsáveis pelas mortes de Marcelo Pinho da Silva e Geovane Tavares da Silva Fernandes. Além dela, uma outra mulher já havia sido presa suspeita de envolvimento no crime.

“O crime foi motivado por briga entre facções criminosas. Ainda durante a ação prendemos um suspeito de iniciais A.W.S, investigado por tráfico de drogas, mas que foi flagrado com quatro celulares roubados. Ele mesmo confessou que fazia o desbloqueio desses aparelhos”, informou.

A ação foi feita pela 3ª Delegacia Seccional de Teresina.

Entenda o caso

Homens armados invadiram uma residência no bairro São Joaquim, zona Norte de Teresina, na noite do dia 5 de julho. As vítimas, Geovane Tavares e Marcelo Pinho da Silva, foram atingidas por disparos de arma de fogo. 

Segundo a polícia, as vítimas foram surpreendidas por volta das 23h20. Os criminosos arrombaram o portão da casa, efetuaram os disparos e fugiram. Geovane morreu no local e Marcelo foi encaminhado para o Hospital do Buenos Aires, mas não resistiu. 

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado