Semarh e Polícia Civil deflagram operação contra caça ilegal de animais silvestres no Sul do Piauí - Polícia
OPERAÇÃO VALE DO SAMBITO

Semarh e Polícia Civil deflagram operação contra caça ilegal de animais silvestres no Sul do Piauí

Várias armas de fogo, animais já mortos e em cativeiros, entre cutias, preás, mocós, foram apreendidos na ação


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), deflagraram nesta terça-feira (02), a Operação Vale do Sambito na região de Valença, Pimenteiras e São Miguel do Tapuio, após denúncia de tráfico de animais. Ação também em parceria com a Polícia Militar e a Força Estadual de Segurança Pública.

O diretor de fiscalização da Semarh, Major Denio Marinho, conta que a operação iniciou, por meio de uma denúncia formalizada na Semarh com informações muito precisas sobre tráfico e cativeiro de animais, caça e armamentos na região.

  

Semarh e Polícia Civil deflagram operação contra caça ilegal de animais silvestres no Sul do Piauí
Reprodução
   

“Com a denúncia acionamos a DPMA, que junto com o apoio da Semarh realizou a investigação em campo durante algumas semanas nos municípios, conseguindo levantar e confirmar com riqueza de detalhes o que foi denunciado. Depois que de coletado todo o material, foi encaminhado para a Justiça, que concedeu mais de 30 mandados de busca e apreensão nas residências. Com base na liberação dos mandados foi organizada e deflagrada a operação”, explica.

Da operação resultou a apreensão de 10 armas de fogo, sendo nove espingardas e um revólver, e muitos animais já mortos e em cativeiros, entre cutias, preás, mocós.

  

Animais e armas foram apreendidos
Reprodução
   

“Todos foram levados para a Delegacia Regional de Valença, com a condução de 8 pessoas para os devidos procedimentos penais e administrativos pela Semarh. Essas pessoas irão responder administrativamente por parte da Semarh, através de autuação e multa”, complementa Major Marinho.

Os animais foram avaliados pela equipe técnica e veterinária da Semarh. Os que estavam em condições de retorno à fauna foram levados para a Serra Negra para reintrodução ao seu habitat natural. Os que estavam com problemas de saúde, foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Teresina, para os devidos cuidados e posterior soltura.

Fonte: Portal A10+ com informações da Semarh


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado