INVESTIGADOS PELA POLINTER

Empresário Adolfo Mourão e irmã são presos em Teresina

A informação foi confirmada ao A10+ pelo advogado Francisco Filho


O empresário Adolfo Pablo Menescal Mourão, proprietário da loja Adolfo Autopeças, foi preso mais uma vez em Teresina. Ele se apresentou nesta quarta-feira (25) na Central de Flagrantes na companhia da irmã, Danielly Laiara Menescal Mourão, que também foi presa. A informação foi confirmada ao A10+ pelo advogado Francisco Filho, que representa a defesa dos irmãos.

As prisões aconteceram em cumprimento da decisão estabelecida pelo juiz Valdemir Ferreira Santos. No documento, obtido pelo A10+, o magistrado acatou o pedido de manutenção da prisão preventiva protocolado pelo Ministério Público do Estado do Piauí.

  

Empresário Adolfo Mourão e irmã são presos em Teresina
Reprodução

   

"Ele e a irmã se apresentaram para o cumprimento desse mandado de prisão. O Ministério Público já tinha recorrido da decisão do juiz e o recurso foi acatado pela justiça que determinou a prisão preventiva deles", relatou o advogado Francisco Filho ao A10+.

Em dezembro de 2022, o empresário teve a prisão relaxada e deixou a cadeia. Diante disso, o Ministério Público recorreu da decisão e o recurso foi acatado pelo juiz que determinou mais uma vez a prisão preventiva dos irmãos.

O inquérito já foi concluído e quatro pessoas foram indiciadas, entre elas, o empresário, a irmã, a ex-esposa e o pai de Adolfo. Argemiro Menescal Lima e Luana de Moura seguem em liberdade devido ao relaxamento da prisão deles, em decisão assinada no último dia 19 de dezembro de 2022 pelo juiz Valdemir Ferreira Santos.

  

Vídeo mostra exato momento da prisão do empresário Adolfo Mourão em Teresina
Reprodução

   

As investigações da Polícia Civil apontaram que Adolfo Mourão e os demais membros da família receptavam veículos roubados, realizavam o desmanche e vendiam as peças nas lojas. Essa foi a maior apreensão de peças de veículos roubados já feita pela Polinter no Piauí.

Relembre o caso

Adolfo Mourão é um empresário renomado e, segundo a polícia, sua família é envolvida com ramo de sucata há anos. Um dos seus estabelecimentos está localizado na Avenida Maranhão, zona Sul da capital.

“A família é envolvida no ramo de sucata há décadas. No sítio da família, onde o pai mora, foram encontradas vários carcaças/chassis de carros roubados (em setembro de 2021). Nas lojas do investigado foram encontrados mais de 30 motores roubados de picapes, e umas sete carcaças/chassi de veículos roubados”, disse o delegado Marcelo Leal ao A10+.

  

Lojas Adolfo Autopeças são interditadas pela justiça após prisão de empresário em Teresina
Thracy Oliveira / TV Antena 10

   

Ainda de acordo com a polícia, a família trabalha com sucata, no entanto, estaria envolvido com o desmanche de carros roubados para fazer a venda das peças ilicitamente. O delegado Marcelo Dias relatou ainda ao A10+ que no mandado expedido pela Justiça do Piauí também foi solicitado a interdição das duas lojas do empresário, bloqueio de bens e contas bancárias, além da apreensão de carros dos presos, e o sequestro de um sitio investigado.

Empresário já foi preso outras vezes 

O empresário Adolfo Mourão foi preso pela primeira vez no âmbito da Operação Mormaço, deflagrada em junho de 2021. Ele ficou preso por 30 dias e depois foi solto, cumprindo medidas cautelares, no entanto, de acordo com a Polícia Civil, houve descumprimento das medidas e por isso ele foi preso novamente no dia 28 de abril deste ano. 

No dia 29 de abril, o empresário foi solto após decisão do desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho, do Tribunal de Justiça do Maranhão. Na época o pedido de habeas corpus foi impetrado pela defesa do empresário, antes mesmo dele ser preso, sob alegação de que ele estaria sofrendo constrangimento ilegal por parte dos juízes da Vara Especial Colegiada dos Crimes Organizados. Adolfo saiu da prisão, mas usava tornozeleira eletrônica. 



Matérias relacionadas:

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque