Empreendedorismo e inovação
ARTIGO

Marco Polo, embaixador

O primeiro foi seu contato com a Ponte do rio Pulisangan


Alguns anos após sua chegada na corte do Grande Khan, Marco se torna muito querido pelo imperador ao ponto de ser nomeado como seu embaixador para as terras do Oeste e do Sul. Lá ele pode enriquecer suas memórias com dois episódios muito interessantes.  

O primeiro foi seu contato com a Ponte do rio Pulisangan, algo indescritível com trezentos pés de comprimento ancorada por vinte pilares de mármore verde uma construção magnífica, que dava acesso a cidade de Gouze uma das maiores e mais formosa do império, responsável por grande desenvolvimento na região. 

O segundo a oeste a fortaleza de Thai-gin onde ali viverá o Rei Dourado conhecido pela sua história de rebeldia e arrependimento ao Prestes João se tornando o súdito mais fiel do império, toda essa trajetória teve início com a insensatez e excesso de arrogância do súdito para com seu imperador, causando um rompimento por insubordinação, fato muito comum nas escolhas de seus subalternos ao assumir os cargos superiores.

"Como interpretar essa passagem para os dias de hoje em nossas empresas!" Como liderança, precisamos ter muita cautela nas nossas escolhas para quem irá nos assessorar, pois precisamos observar não só suas condições técnicas como também psicológicas, isto é, suas intenções muitas vezes não demonstradas a priori e sim só ao longo do tempo.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: