Eleições 2022
ELEIÇÕES 2022

De R$ 0 a R$ 1,9 milhão: confira o patrimônio declarado dos candidatos ao governo do Piauí

O A10+ elenca os bens dos nove candidatos que disputam o cargo de governador


O prazo para os candidatos registrarem suas candidaturas nas eleições gerais deste ano encerrou na segunda-feira (15). No Piauí, cinco homens e quatro mulheres disputam o cargo de governador do Estado. Todos, conforme apurado pelo A10+, já declararam patrimônio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os valores informados vão de R$ 0 a R$ 1,9 milhão.

  

De R$ 0 a R$ 1,9 milhão: veja o patrimônio declarado ao TSE pelos candidatos ao governo do Piauí
TV Antena 10

  

A partir desta terça (16) começa a propaganda eleitoral, incluindo divulgação na internet e por alto-falantes, caminhadas, carreatas ou passeatas. Concorrem ao Governo do Piauí os seguintes candidatos: Coronel Diego Melo (PL), Gessy Lima (PSC), Gustavo Henrique (Patriota), Geraldo Carvalho (PSTU), Lourdes Melo (PCO), Madalena Nunes (PSOL), Rafael Fonteles (PT), Ravenna Castro (PMN) e Sílvio Mendes (União Brasil).

O patrimônio mais alto é do ex-prefeito Sílvio Mendes (UB) que declarou possuir mais de R$ 1,9 milhão em bens. Ele também é o único, entre os candidatos, que já venceu as eleições, sendo eleito duas vezes prefeito de Teresina.

O petista Rafael Fonteles, que concorre pela primeira vez a um cargo político, aparece em segundo lugar com patrimônio de mais de R$ 1,6 milhão. Entre os concorrentes também estão os “veteranos” em campanha, Lourdes Melo e Geraldo Carvalho com oito eleições cada.

Quem são os candidatos e bens declarados

(A lista abaixo segue ordem alfabética) 

Coronel Diego Melo, Policial Militar de 42 anos, natural de Teresina, disputa sua terceira eleição, todas em partidos diferentes. Em 2018 foi candidato a deputado federal pelo Pros, em 2020 a prefeito pelo Patriota e agora ao Governo pelo Partido Liberal.

  

Coronel Diego Melo
Rayanna Mousinho / A10+
   

Segundo o TSE, o Coronel acumulou ao longo de sua vida R$ 395.000 em bens, possuindo uma casa avaliada em R$ 248.992,00, dois veículos que somam R$ 118 mil reais, e mais R$ 13.187,57 em fundos como ações, mútuos de privatização, invest. empresas emergentes, invest. participação e invest. índice mercado e R$ 15 mil em Fidc.

A empresária Gessy Lima, de 31 anos, disputa pela segunda vez um cargo político. Em 2020, ela concorreu ao cargo de prefeita de Teresina e terminou em terceiro lugar com mais de 50 mil votos. Gessy declarou patrimônio de R$284.236,49. 

  

Gessy Lima, candidata a governadora do Piauí
Jade Araújo / A10+
   

Conforme dados do TSE, ela tem uma casa avaliada em R$ 250 mil, uma loja avaliada em R$ 3 mil, R$ 30.355,25 de depósito bancário e R$881,24 na caderneta de poupança. Gessy vai concorrer, pela primeira vez, ao cargo de governadora pelo PSC.

O candidato do Patriota ao Governo do Estado, Gustavo Henrique também é veterano em campanhas tendo disputado diversos cargos em partidos variados, em Teresina e também Nazária.

  

Gustavo Henrique
Rayanna Mousinho/ A10+
   

O advogado de 49 anos, natural de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais, foi eleito suplente em 2004 em Teresina pelo PMDB, já em 2008 tentou disputar o cargo de vereador pelo PTB, mas teve o registro negado antes da eleição. Em 2012 foi suplente de vereador também em Nazária pelo PSC. Em 2014 foi candidato ao Senado pelo PSC, já em 2016 voltou a disputar eleição em Teresina, para vereador pelo PSC. Em 2020 mudou novamente de partido e concorreu para a Câmara Municipal pelo Avante em Teresina. Agora ele disputa o governo do Estado em um novo partido, o Patriota. Ao TSE, o candidato declarou não ter nenhum bem.

  

Geraldo Carvalho
Reprodução
   

Pelo PSTU, concorre pela oitava vez Geraldo Carvalho. O professor universitário de 64 anos, natural da cidade de Piracuruca, já concorreu a vereador, prefeito, senador e pela segunda vez disputa o Governo do Estado, sempre pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU). Ao Tribunal Superior Eleitoral, o professor declarou como bens um veículo no valor de R$ 50.590,00 e uma casa avaliada em R$150 mil.

  

Lourdes Melo
Reprodução/ Redes sociais
   

Lourdes Melo é candidata veterana, já tendo disputado oito eleições, todas para prefeitura e vice-prefeitura de Teresina, e governo. Nascida em Pedreiras no Maranhão, Lourdes tem 69 anos, e é professora de Ensino Médio. Em seu registro ela declarou R$ 100 mil em bens. Ela vai disputar o cargo de governadora pelo PCO.

  

Madalena Nunes, candidata ao governo pelo PSOL
Jade Araujo / A10+
   

Madalena Nunes é natural da cidade de Floriano, tem 60 anos e é Servidora Pública Federal. Ela já disputou quatro eleições no Estado, todas pela PSOL, em 2010, 2014 e 2018 para Deputada Federal, uma para vereadora em 2020 e agora ao Governo.

Ao TSE a candidata declarou R$ 520.000 em bens, sendo uma casa no valor de R$ 250.000, um apartamento de R$ 70.000 e um veículo avaliado em R$ 200.000.

  

Rafael Fonteles
Jade Araújo / A10+
   

O Partido dos Trabalhadores aposta no ex-secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, 37 anos, para o cargo de governador. Natural de Teresina, o filho do ex-deputado petista Nazareno Fonteles, Rafael é professor universitário e apontado como sucessor natural do ex-governador Wellington Dias. É a primeira vez que ele disputa um cargo político.

O candidato petista declarou ao TSE, bens imóveis no valor de R$ 950 mil, dois veículos no valor de R$270.000,00 e R$290.000,00, mais R$ 79.200 em aplicações e investimentos e R$ 60mil em espécie, totalizando R$1.649.200,00 em bens.

  

Ravenna Castro, candidata a governadora do Piauí
Ascom PMN


Ravenna Castro concorre em sua terceira eleição, tendo em 2018 sido eleita suplente de deputado estadual. Em 2020 concorreu para vereadora em Teresina, e agora após assumir a presidência do Partido da Mobilização Nacional, disputa ao Governo. A advogada tem 36 anos e nasceu em Teresina. Em sua declaração de bens, Ravenna detalhou dois apartamentos que totalizam R$ 120 mil reais. 

Sílvio Mendes é o único candidato que já foi eleito. Disputando sua quinta eleição, venceu em 2004 e 2008 para a prefeitura de Teresina, foi ao segundo turno no pleito de 2010, disputado ao governo do Estado e foi candidato a vice-governador em 2014, todas pelo PSDB. Passou oito anos fora da vida pública, e retorna agora no partido União Brasil, tendo apoio do PP [encabeçado por Ciro Nogueira] na disputa estadual que, conforme cientistas políticos, promete ser acirrada.

  

Sílvio Mendes, candidato a governador do Piauí pelo União Brasil
Jade Araújo / A10+


O médico de 73 anos, nascido em Campo Maior, declarou bens que somam R$1.936.413,26. Um prédio residencial avaliado em R$ 550 mil, um prédio comercial de R$100.000,00, uma casa de R$150.000, um apartamento avaliado em R$380.000,00. Dois veículos que somam R$178.110, R$ 525 mil em bens e aplicações, R$50.000,00 em dinheiro em espécie e 3.302,67 em três poupanças.

Propaganda eleitoral tem início nesta terça (16)

De acordo com o TSE, a propaganda eleitoral está autorizada a partir desta terça-feira (16), inclusive, na internet. Os candidatos, os partidos, as federações e as coligações podem fazer comícios e usar aparelhagem de som fixa até 29 de setembro, das 8h às 24h, podendo ser prorrogado por mais duas horas quando se tratar de comício de encerramento de campanha.

Até 1° de outubro, um dia antes do primeiro turno das eleições, está permitido o uso de alto-falantes ou de amplificadores de som entre 8h e 22h. Às 22h, também termina o prazo para distribuir material gráfico e realizar caminhada, carreata ou passeata, acompanhadas ou não por carro de som ou minitrio.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Sobre a coluna

A10+

A10+

Tudo sobre as eleições 2022 no cenário nacional e local

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque