Flávia Wanzeler: decretada prisão preventiva dos suspeitos de matar estudante de medicina - Justiça
DECISÃO

Flávia Wanzeler: decretada prisão preventiva dos suspeitos de matar estudante de medicina

Trio foi preso 24 horas após a tentativa de assalto que vitimou jovem em Teresina


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Francisco Emanoel dos Santos Gomes, conhecido como “Biel”, Denilson Weviton Santos Nicolau, o Ceará, e Antônio Cleison Barbosa da Silva, o Macapá, tiveram a prisão preventiva decretada durante audiência de custódia nesta terça-feira (14) em Teresina. Os três são suspeitos de participarem da tentativa de assalto que culminou na morte da estudante Flávia Cristina Wanzeler Sampaio, de 23 anos, no último domingo (12), na zona Leste de Teresina. 

Flávia Wanzeler: decretada prisão preventiva dos suspeitos de matar estudante de medicina
Reprodução

   

"Diante de hipótese legal autorizadora, e existindo representação da autoridade policial e manifestação em idêntico sentido do MP, restou autorizada e evidenciada a necessidade concreta de conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva da custódia cautelar. Diante do justo receio de que, em liberdade, cause risco à ordem pública.", disse o juiz Alexsandro de Araújo Trindade.

O magistrado também determinou que antes do encaminhamento ao sistema prisional, os suspeitos passem por exame de lesão corporal para determinar se houve tortura durante a prisão em flagrante: "Ante a narrativa do custodiado(a), em especial descrevendo agressões físicas (indícios de prática de tortura) por parte dos policiais militares que realizaram a prisão em flagrante DETERMINO que seja oficiado à 9ª Promotoria deJustiça (Promotoria responsável para apuração de crimes militares), a fim de que se instaure processo administrativo a fim de apurar a conduta policial no presente caso", diz trecho da decisão.

Flávia Wanzeler foi morta durante tentativa de assalto em Teresina
Reprodução

   

Também foi pedida a adoção de tratamentos médicos, pedido feito pela defesa, para o Biel, apontado pela polícia como autor do disparo que vitimou a estudante. Com Biel, os policiais apreenderam uma arma de fogo, possivelmente a utilizada no crime, no entanto somente o exame balístico irá confirmar. Biel ainda é apontado como autor do crime de homicídio que, possivelmente, pode ter relação com a disputa de gangues. Ele foi preso preventivamente em março em 2022, porém foi inocentado, a pedido do Ministério Público, sob a alegação de legítima defesa em junho de 2022. Em depoimento, ele negou ser autor do disparo

Flávia é filha do empresário Marcos Sampaio, sócio-proprietário da boate Apollo 11. A jovem estava na companhia do namorado dentro de um carro quando ambos foram abordados por criminosos que anunciaram o assalto. 

Segundo a polícia, o condutor do veículo (namorado da vítima) engatou a marcha à ré e foi nesse momento que os bandidos reagiram e efetuaram os disparos de arma de fogo. O tiro atingiu a jovem no ombro, passando pelo tórax e atingindo a porta do lado do passageiro.

Flávia Wanzeler cursava o 5º período de medicina na Faculdade de Ciências Humanas e Saúde do Piauí / Instituto de Educação Superior do Vale do Parnaíba (FAHESP/IESVAP), em Parnaíba, litoral do Piauí. A instituição lamentou o caso e prestou condolências aos amigos e familiares através de nota divulgada nas redes sociais.

Matérias relacionadas:


Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado